Proteja os olhos contra excesso de sol

A exposição exagerada ao sol, durante muito tempo, é um dos fatores que podem ajudar a desenvolver doenças oculares como catarata, retinopatias e câncer. Em curto prazo, queimaduras e inflamações na córnea e na retina também podem causar problemas sérios à visão.

De acordo com o oftalmologista Leonardo Marculino, do Hospital CEMA, em São Paulo, o ideal é proteger os olhos contra os raios UV, e a melhor forma para fazer isso é usando óculos de sol com proteção UV comprovada. “Além disso, em hipótese alguma se deve olhar diretamente para o sol”, enfatiza.

O oftalmologista relata que em dias com pouco sol, um chapéu já serve como cuidado preventivo, mas quando o sol está muito forte é importante usar o chapéu e os óculos escuros. Para quem usa lente de contato também são necessários alguns cuidados. Marculino lembra que algumas lentes de contato já têm proteção contra os raios UV, mas é importante complementar com óculos escuros adequados para maior conforto, garantindo a saúde ocular.

“É importante que as pessoas fiquem atentas aos cuidados com os olhos, não só durante a exposição intensa ao sol, pois estamos expostos à radiação UV o tempo todo”. Outra dica é preferir as armações com lentes fotossensíveis que possuem proteção UV. Este tipo de lente ajusta a quantidade de luz que chega aos olhos. 

Apesar de o uso do protetor solar ser absolutamente indispensável para proteger a pele, o mesmo não se aplica à região dos olhos. Isso porque a evaporação do produto, aplicação em excesso e transpiração favorecem a penetração nos olhos que pode causar conjuntivite tóxica. “Em qualquer época, produtos ao redor dos olhos devem ser sempre evitados. Protetor solar não deve ser passado próximo aos olhos, o ideal mesmo é se proteger com óculos de sol e chapéu”, reforça o especialista.