7 dicas de alimentação para evitar TPM

  A TPM (Tensão Pré-Menstrual) provoca, na maioria das mulheres, a temida instabilidade emocional. As repentinas oscilações de humor vêm junto com as alterações de comportamento, sob clara e comprovada influência do ciclo menstrual. A boa notícia é que a mudança nos níveis hormonais (estrógeno e progesterona) -  que também causam ansiedade, edemas (inchaços), cefaleia (dor de cabeça), dores nas mamas, prisão de ventre e compulsão por doces - podem ser amenizadas com alimentação adequada e saudável, explica Karin Klack, nutricionista da Divisão de Nutrição e Dietética do Instituto Central do Hospital das Clínicas (FMUSP), em São Paulo.   

Acompanhe as dicas da especialista para enfrentar esse momento com maior tranquilidade:

1. Faça de cinco a seis refeições ao dia, com aumento no consumo de saladas, verduras, legumes e cereais integrais como aveia, farelos integrais, chia, linhaça e produtos elaborados com essas farinhas como os pães integrais (moderadamente).

2. Alimentos como atum, sardinha e salmão frescos, castanha do Pará, nozes, amêndoas, gérmen de trigo, milho, melancia, morango, suco de maracujá e folhosos verde escuros (espinafre, couve, agrião, rúcula) e gengibre são indicados durante esse período.  

3. Modere, o quanto possível, o consumo de açúcar (doces em geral) e carboidratos como arroz, pães, massas, salgados, batata, batata doce, mandioca, mandioquinha e cará.

4. Entre as bebidas, elimine o álcool e evite a cafeína presente no café, no chá preto e mate. Restrinja bebidas à base de cola.

5. Consumir o mínimo possível de sal. A nutricionista também sugere não utilizar os temperos industriais como caldos de carne, frango e legumes, sopas de pacote, macarrão instantâneo, embutidos (lingüiça, salsicha, frios) e enlatados.

6. Evite também os alimentos gordurosos.

7. Lembre-se de tomar, no mínimo, dois litros de água por dia.  

Gostou das dicas? Encontre nutricionistas em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui. Está em outra região? Clique aqui!