Preste atenção às manchas na pele!

  As manchas são todas as lesões de pele sem relevo e que têm a coloração diferente da cor da pele. Por isso, para ter uma pele bonita e saudável é preciso cuidar desde cedo. Para a dermatologista Denise Steiner, proprietária de clínica com seu nome em São Paulo, entre as causas mais comuns do aparecimento dessas manchas estão a exposição prolongada e sem proteção ao sol, fatores hormonais - como uso de anticoncepcionais e gravidez -, alguns tipos de cosméticos e predisposição individual.

Existem vários tipos de manchas que podem comprometer o viço da pele. Entre elas,  destaque para:

1. Melasma - surge como pequenas manchas marrons no rosto, especialmente depois de muito tempo exposto ao sol. Também podem aparecer durante a gravidez.

2. Mancha senil - são manchas escuras nas mãos, braços, rosto e pescoço após os 40 anos devido ao fotoenvelhecimento da pele causado pelo sol. 

3. Dermatite - pode ser consequência do surgimento de uma alergia alimentar, de algum cosmético ou até acessórios como pulseira e colares.

4. Pano branco - também conhecido como micose de praia, aparece devido a uma infecção por fungo, que provoca o surgimento de várias manchas pequenas esbranquiçadas na pele.

5. Vitiligo - doença de pele que leva ao surgimento de manchas mais claras na pele, especialmente em locais como genitais, cotovelos, joelhos, rosto, pés e mãos. O vitiligo pode surgir em qualquer idade e as causas ainda não são conhecidas.

6. Câncer de pele - Geralmente, surge como uma pequena mancha ou sinal que vai crescendo ao longo do tempo, apresentando várias cores, forma assimétrica ou bordas irregulares.

Todos os especialistas indicam que o uso de protetor solar continua sendo a melhor maneira de se proteger. Cosméticos com vitamina C, vitamina E, ácido kójico, ácido fítico, coffeberry, niacinamida, hidroquinona, retinol palmitato, retinaldeído e arbutin em suas composições podem ser bons aliados não só para prevenir o aparecimento das manchas, como também para atenuar as que já estão estabelecidas.

Independentemente do tipo de mancha, o mais aconselhável é consultar um dermatologista para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado, que pode incluir o uso de pomadas, cremes ou tratamentos estéticos.