7 dicas para tirar boas fotos no celular

Fotógrafos mais tradicionais podem até olhá-las com desconfiança, mas fotografias feita com celulares não apenas popularizaram-se enormemente - como comprova a mania dos selfies - como já atingem elevados padrões de qualidade. Primeiramente, porque evoluíram as câmeras embutidas nesses equipamentos. Depois, porque surgiram diversos softwares - muitos gratuitos - para tratamento e edição da imagens.

A qualidade de uma foto com celular tem como premissa básica a preocupação com a luz, destaca Cadu Lemos, fotógrafo e fundador do Mobgraphia (autodefinido como "movimento de aglutinação em tornos dos temas artísticos, culturais e tecnológicos associados à fotografia com celular). "Mesmo com resolução alta, celulares têm sensores pequenos que em condições de baixa luminosidade geram imagens pouco nítidas", diz. Para compensar essa deficiência, quando houver pouca luz ele recomenda aproximar-se o máximo possível do objeto a ser fotografado.

Também é preciso definir um bom enquadramento e algumas técnicas colaboram com essa tarefa. "Mas liberdade e desrespeito às regras também podem gerar o olhar diferenciado característico de um bom fotógrafo. Enquadramentos e perspectivas diferentes, novas texturas, jogos com cores, formas, luz e sombra, podem ajudar a obter fotos menos clichê", ressalta.

Abaixo, Cadu Lemos dá sete dicas para você tirar fotos ainda melhores no celular:

1 - Muito cuidado com a luz: caso as condições de luminosidade não sejam favoráveis, aproxime-se o máximo possível do objeto a ser fotografado, mesmo que para isso precise tirar a foto de uma posição menos convencional (agachado, deitado ou sobre um apoio, por exemplo).

2 - Algumas regras podem ajudar a obter um bom enquadramento: caso da chamada 'regra dos terços', que recomenda a divisão da cena a ser fotografada em nove partes iguais e o posicionamento dos objetos principais nas intersecções das linhas responsáveis por essa compartimentação. Também é usual a centralização do objeto a ser destacado quando o fundo tiver alguma simetria ou elementos de composição que o destaquem.

3 - Utilize o recurso HDR (sigla de High Dynamic Range, ou Alto Alcance Dinâmico), hoje disponível nas câmeras dos smartphones e em aplicativos de edição de imagens.

4 - A grande maioria dos celulares não têm zoom óptico, capaz de permitir ampliações de qualidade. Então, ao invés de utilizar o zoom, melhor aproximar-se o máximo possível do objeto a ser fotografado.

5 - Existem diversos aplicativos para edição de fotos. Um deles, bastante completo, é o Snapseed - disponível gratuitamente para Android e iOS – que, entre outras coisas, possibilita liberdade de contrastes, iluminação e filtros, além de ajuste de brilho, aquecimento, saturação, destaques, sombras e nitidez

6 - Além de Snapseed e Instagram, outros aplicativos podem ajudar a obter fotos interessantes, e a compartilhá-las. Alguns deles: Camera+, com recursos de captura e edição; Vintage, para efeitos que conferem torque retrô às imagens; VSCO Cam, que além de recursos de aprimoramento das imagens possibilita sua imediata publicação nessa que é considerada uma versão mais profissional do Instagram; Filterstorm, para correções e retoque (com exceção desse último, disponível somente para equipamentos da Apple, os demais com versões para os sistemas iOS e Android).

7 - Busque boas referências no Instagram e em outros acervos de imagens.

Gostou? Precisando trocar de celular?

Encontre lojas de celulares em São Paulo clicando aqui

Encontre lojas de celulares no Rio de Janeiro clicando aqui

Em outra região? Clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal :)