Na natureza selvagem na Croácia

As quedas d´água simultâneas por sobre os rochedos e a mata, misturados aos 16 lagos de tamanhos e formatos diferentes, que têm cor azul turquesa, faz o turista ter a sensação de estar dentro de uma aquarela. Os donos do lugar são os ursos e lobos.

Assim é o Parque Nacional Lagos de Plitvice, a apenas três horas de distância de Zagreb, capital da Croácia, um dos locais mais visitados dos Balcãs.

A composição da natureza não chama atenção apenas dos viajantes, como foi o caso de Mari D´Angelo, usuária do Dubbi, rede colaborativa de viajantes, que considera o local “uma das coisas mais maravilhosas que já viu”. A Unesco declarou o parque Patrimônio Mundial da Humanidade por “sua beleza natural extraordinária”. Lá dentro, diversas opções de trilhas permitem conhecer de perto a paisagem.

A Croácia, como todo “jovem” país do leste europeu, possui uma vida agitada em suas cidades, repletas de bares, restaurantes e baladas. Mas o país tem na natureza um de seus aliados mais importantes para o crescimento do turismo.

O litoral da Croácia é parecido com o grego, apesar de menos conhecido que o do vizinho. É que, à beira do mar Adriático, a geografia é recortada por diversas ilhas —no total são mais de mil. Em Split, a maior cidade da Dalmácia, as ilhas de Hvar, Brač e Korčula merecem alguns dias no roteiro. Os passeios de barco passam por praias belíssimas, campos de lavanda, oliva e vinhedos. A viajante Elaine Moraes, de Campinas, indica, ao final do dia, pegar outro barco, este para Carpe Diem Beach Club, uma das principais baladas croatas. 

Na continuação do roteiro, vem Dubrovnik, definitivamente a cidade mais charmosa de toda a Croácia. A cidade é um livro de história a céu aberto, com muralhas e fortes. As ilhas são novamente atrações à parte. A de Lokrum e de Mljet são as duas mais visitadas. Na primeira, o lago transparente encanta o visitante. A ilha serviu, inclusive, como cenário de gravação do seriado “Game of Thrones”. Na segunda, alugue uma bicicleta para explorar cada pedaço e leve um lanche na mochila para fazer um piquenique.

Até quando tem intervenção humana, a natureza cumpre papel de destaque. Estamos falando do Sea Organ, o órgão marítimo na histórica cidade de Zadar, na costa croata. Trata-se de um instrumento musical experimental projetado com degraus de mármore branco e um conjunto de tubos embaixo d´água. As ondas do mar e o vento batem nos degraus e nas cavidades, formando os sons. O órgão foi estrategicamente posicionado para apreciar o mais bonito pôr do sol de Zadar.

Quer conhecer mais? Veja dicas de Croácia no Dubbi.