As estradas mais perigosas do Brasil

  As estradas brasileiras são, em sua maioria, perigosas. Não há como negar. Contudo, você pode reduzir as chances de sofrer ou provocar acidentes com medidas simples, incluindo planejar a viagem com antecedência, fazer a revisão do veículo e dormir bem antes de iniciar o percurso. Além disso, buscar informações sobre trechos mais perigosos das rodovias é sempre importante para redobrar a cautela durante o caminho.

Conheça, a seguir, algumas estradas com pontos perigosos para trafegar e que demandam mais atenção dos motoristas:

• São Paulo

A BR-116, conhecida como Régis Bittencourt, já foi batizada como a “Rodovia da Morte”. A estrada recebe esse nome em trechos que passam por São Paulo e na divisa entre Paraná e Santa Catarina. Além da “briga” com os caminhoneiros por espaços na pista, o motorista precisa ter atenção redobrada por causa das curvas e subidas íngremes.

• Rio de Janeiro / Espírito Santo / Santa Catarina

  A BR-101 atravessa 12 Estados brasileiros e percorre boa parte do litoral fluminense. Levantamento realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre agosto de 2013 e julho de 2014, aponta alto índice de mortes em pelo menos cinco pontos da estrada, que passam pelos Estados do Espírito Santo e Santa Catarina. A rodovia é a mais presente no ranking das estradas brasileiras mais perigosas.

• Minas Gerais

  A BR-381 liga Belo Horizonte aos litorais capixaba e baiano. O percurso entre a capital mineira e João Monlevade é considerado o mais perigoso, com os maiores índices de acidentes. A estrada é passagem obrigatória para quem vai viajar para o Vale do Aço e para as regiões costeiras de Bahia e Espírito Santo. A presença constante de animais na estrada multiplica os riscos de desastres.

• Paraná

Os trechos urbanos das BR-376 e BR-277, nas regiões de Maringá e Foz do Iguaçu, respectivamente, registraram os acidentes mais graves do Estado, entre agosto de 2013 e julho de 2014. As informações divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal aponta o excesso de velocidade e a imprudência na travessia de pedestres e motociclistas como as principais causa dos acidentes.

  Tomar os cuidados básicos antes da viagem e guiar com atenção e responsabilidade quando estiver ao volante podem aumentar a segurança e o conforto e, de quebra, proporcionam mais tempo livre para a curtição.