11 passeios de trem pelo Brasil

  Que tal relembrar a época áurea dos trens que já foram um meio de transporte muito valorizado no Brasil? Viajar sobre trilhos é uma excelente sugestão para reunir a família num passeio fascinante e sem pressa para curtir a nostalgia do apito e o lento chacoalhar dos vagões.

  Preparamos uma seleção com 10 sugestões de passeios de trem pelo Brasil, para que você e sua família curtam pela janela alguns cenários deslumbrantes com cachoeiras, rios, vales e imensos paredões cobertos pela vegetação nativa. Escolha seu roteiro e boa viagem.

 

1. Trem da Vale - Estrada de Ferro Vitória a Minas

A Estrada de Ferro Vitória a Minas liga duas capitais: Vitória, no Espírito Santo, e Belo Horizonte, em Minas Gerais. A ferrovia é administrada pela Companhia Vale do Rio Doce. Em funcionamento desde 1907, o Trem da Vale transporta cerca de um milhão de passageiros por ano e percorre 664 quilômetros de regiões de belas paisagens e importância histórica. A viagem dura aproximadamente 13 horas. Mais informações: 0800 285 7000 ou vale.com/brasil/PT/business/logistics/railways/trem-passageiros/Paginas/default.aspx

2- Trem do Forró (PE)

Esse passeio ocorre anualmente, sempre no mês de junho, por ocasião das festas juninas. Os passageiros curtem o percurso de 42 km que começa no Marco Zero da cidade do Recife com destino ao Cabo de Santo Agostinho (ida e volta). Além da festa nos vagões, o turista aproveita a vegetação tropical, os rochedos e piscinas naturais no decorrer do percurso. Mais informações: tremdoforro.com.br

3 - Trem da Estrada Real (RJ)

A composição sai da cidade de Paraíba do Sul e passa por cenários onde é possível ver construções inglesas do século 19. Mais informações: paraibanet.com.br

4- Trem do Corcovado (RJ)

Inaugurada por D. Pedro II em 1884, a Estrada de Ferro do Corcovado acompanhou momentos importantes da história do Rio de Janeiro. Pelos seus trilhos foram transportadas, a partir de 1927 e durante quatro anos, as peças para construção do Cristo Redentor. O trem passa pela Floresta da Tijuca, Monumento Cristo Redentor, Vista do Mirante para a cidade do Rio de Janeiro e a antiga Estação Cosme Velho.
Mais informações:
corcovado.com.br

5- Trem do Vinho (RS)

Desde o início do século 20, a Maria-Fumaça era um meio de transporte muito utilizado por passageiros e para transporte de carga pelos sinuosos caminhos da serra gaúcha. Atualmente, é um passeio turístico à moda antiga. Antes de embarcar no trem a vapor, os turistas são recebidos na estação de Bento Gonçalves com degustação de vinhos e queijos. Mais informações:portalgramado.com.br/entretenimentos/passeios-roteiros/passeio-trem-maria-fumaca

6- Trem da Serra do Mar (SC)

Parte da Estação Ferroviária de Rio Negrinho e percorre um nostálgico roteiro pela serra do norte catarinense entre montanhas, túneis e cachoeiras. Chegando à Estação de Rio Natal, colônia polonesa no interior de São Bento do Sul, os turistas são recebidos com música folclórica e almoço típico que inclui pirogue – pastel cozido recheado com requeijão – alusque, folhas de repolho cozido recheadas com arroz e carne, e nhoque de batata doce. Mais informações: abpfsc.com.br/web/rionegrinho/

7- Trem do Pantanal (SP/MS)

Segue da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, na cidade de Bauru, em São Paulo, em direção à cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, já na divisa com a Bolívia. Apesar da ideia inicial de fazer do meio um trem turístico entre Campo Grande e Corumbá, atualmente o trajeto é feito apenas entre os municípios de Aquidauna e Miranda. As viagens são nos finais de semana (ida no sábado e volta no domingo), mas é necessário se informar sobre as datas, pois elas não são constantes. Mais informações: bit.ly/tremdopantanal

8- Trem Turístico Morretes/Antonina (PR)

A estrada de ferro tem quase 130 anos de existência e passa pela área preservada da Mata Atlântica.  Ao longo do trajeto entre o litoral e o planalto, o trem vence os contrafortes da Serra do Mar, passando pela Serra da Graciosa. O momento mais emocionante se dá quando a locomotiva aponta na curva da serra, no trajeto entre Curitiba e Morretes, parecendo supensa no ar. Mais informações: goo.gl/8OxnBZ

9- Trem dos Ingleses (SP)

O passeio é uma viagem no túnel do tempo. Construído em Paranapiacaba, perto de São Paulo, cidade fundada por ingleses que trabalhavam na estrada de ferro da Cia. São Paulo Railways. Dentro da Vila, o turista pode passear no Maria Fumaça nos finais de semana, entre 9h e 16h. O ingresso custa R$ 5 e leva os visitantes até o Museu Tecnológico Ferroviário do Funicular, que conta a história das composições. Os passeios têm duração média de 20 minutos.

Aos domingos, é possível chegar à cidade pelo Trem Expresso, que parte da Estação da Luz, em São Paulo, ou de Santo André. Durante todo o trajeto, os passageiros são orientados por um guia turístico que detalha as histórias e os principais pontos turísticos até chegar à vila. É preciso comprar o bilhete com antecedência e agendar o passeio nos guichês das estações.

Em outros dia, você pode ir para Paranapiacaba com trem da CPTM que sai da Estação da Luz com destino a Rio Grande da Serra, município que fica a 20 minutos de ônibus de Paranapiacaba. De lá é preciso pegar um ônibus até a Vila. Mais informações: abpfsp.com.br/passeio_trem.htm ou  www2.santoandre.sp.gov.br/index.php/paranapiacaba

10- Trem das Águas (MG)

Passeio completamente turístico, com a viagem animada por violeiros e com paradas para visitar feiras de artesanato e restaurantes com comida regional. Parte da estação de São Lourenço, cidade na qual a maior atração é o Parque das Águas, até o município de Soledade de Minas. O passeio é dividido em três partes de 40 minutos: ida, parada em Soledade de Minas e volta. Acontecem aos sábados e domingos, em alguns feriados também. Mais informações:  abpfsuldeminas.com/trem-das-aguas/

11- Estrada de Ferro Campos do Jordão (SP)

Foi construída para transportar pacientes com tuberculose aos sanatórios da região, comuns no começo do século 20. Há três passeios disponíveis no momento e que atraem muitos turistas, com percurso de 4 a 19 km, chegando até a cidade de Santo Antônio do Pinhal. Mais informações: camposdojordao.com.br/diversao/estrada-de-ferro

Com essas dicas em mãos, prepare-se para conhecer um pouco mais as belezas naturais do Brasil. Valerá a pena!