Vale a pena alugar roupas?

Compatibilizar as receitas pessoais com a contínua diversificação das possibilidades de consumo parece desafio cada dia mais complexo.  Acompanhar a moda mexe com o bolso e nem sempre investir pesado em uma roupa para um único evento é compatível com o orçamento. Daí o crescimento das empresas especializadas em aluguel de roupas, cada dia mais focadas nas necessidades do público.

Em várias cidades é possível alugar trajes para quaisquer faixas etárias e tamanhos de manequins, inclusive plus size e mignon, para quem tem corpo com medidas muito maiores ou menores do que a maioria da população. Nessa oferta, surgem alternativas não apenas para diferentes tipos de festas e cerimônias, mas também para quem desempenhará diferentes papéis, desde um simples convidado até seus principais protagonistas - como a noiva e o noivo.

Essa oferta abundante torna possível alugar um traje até mesmo em cima da hora. No entanto, para ampliar as chances de encontrar algo que realmente agrade é necessário iniciar a busca com alguma antecedência. "Para um traje de festas, um bom prazo é algo entre duas ou três semanas antes do momento do uso", exemplifica Thais Piva, gerente de produto da locadora Black Tie, que mantém duas lojas na capital paulista, e nelas disponibiliza cerca de 5 mil peças de roupas para as mais diversas idades, tamanhos e ocasiões.

Já um vestido de noiva qualificado como 'primeira locação' -  nunca antes usado, pois a própria cliente define itens como cor e tamanho - pode exigir antecipação de até seis meses. Esse prazo mais extenso requer um cuidado adicional: engordar ou emagrecer muito durante esse período pode resultar em dificuldades não previstas. "É importante sempre fazer a prova da roupa no momento da retirada, pois é o momento no qual se verifica se os ajustes ficaram perfeitos", alerta.

Na Black Tie, por exemplo, o preço de locação de um traje masculino pode variar entre R$ 200 - caso de um meio fraque - até R$ 1 mil para um smoking de casamento. Já um vestido de festa pode ser encontrado por valores entre R$ 400 e R$ 2 mil. O cliente deve assinar termos de responsabilidade pelas peças alugadas, mas nesses documentos algumas locadoras já consideram a provável ocorrência de pequenas sujeiras e de danos menores em determinados tipos de trajes, como os infantis e mesmo os vestidos de noivas; mas danos maiores e extravios provavelmente serão cobrados.

O importante, portanto, é sempre planejar a locação com antecedência para escolher o modelo que melhor se encaixa no corpo e no bolso. Depois, é se divertir na festa, devolver a roupa e esperar o próximo convite.