É fã de Olimpíada? Duvido que conheça essas curiosidades

A Olimpíada do Rio de Janeiro finalmente começou. O maior evento esportivo do mundo, que reúne alguns dos principais atletas do planeta, acontece pela primeira vez na América do Sul. Em sua 31 edição, a competição já teve inúmeras situações bastante curiosas. Confira algumas delas:

- Em 1900, na segunda Olimpíada da era moderna, a golfista Margaret Abbott fez história. A norte-americana, que estava visitando Paris, decidiu competir em um torneio de golfe que acontecia na cidade. Resultado: foi a primeira mulher dos EUA a conquistar uma medalha de ouro.

- Na Olimpíada de 1904, o maratonista norte-americano Fred Lorz fez uma trapaça "digna" de desenho animado. O atleta pegou uma carona em um carro enquanto seus adversários corriam. Já na reta final da prova, ele desceu e correu a reta final na prova como se nada tivesse acontecido. Cara de pau!

- Em 1912, na Antuérpia, a Olimpíada era muito mais do que uma competição esportiva. O barão Pierre de Coubertin, fundador dos Jogos Olímpicos modernos, resolveu inserir uma prova de literatura na Olimpíada. E, imagine só: ele mesmo foi o medalha de ouro.

- O boxeador Muhammad Ali, que morreu recentemente, fez história no mundo dos ríngues. Porém, o que pouca gente sabe é que ele tinha pavor de avião. O medo era tanto que, no voo em que viajava para disputar a Olimpíada de Roma, em 1960, ele levou um paraquedas caso houvesse algum acidente.

- Também em 1960, uma prova histórica. O corredor etíope Abebe Bikila, primeiro atleta negro a ganhar a medalha de ouro na maratona, derrotou todos os seus adversários correndo descalço, sem o uso de sapatos.

- Os casos de doping, tão em evidência no Rio de Janeiro, já tiveram uma situação curiosa. Em 1968, o pentatleta sueco Hans-Gunnar Liljenwall testou positivo para álcool, o que era proibido na época. Atualmente, isso só desqualifica um atleta caso o nível de álcool no sangue seja superior a 0,1 g/l.

- Essa aqui é para quem gosta de cinema. O nadador norte-americano Johnny Weismuller, dono de cinco medalhas de ouro em Olimpíadas, virou ator e interpretou Tarzan em inúmeros filmes. Outros atletas também decidiram se apostar no cinema, como o italiano Bud Spencer.

- Em 1984, a rede de fast food McDonald's teve uma ideia brilhante de subestimar os atletas norte-americanos. A cada medalha de ouro que os competidores do país conquistassem em determinadas provas, os clientes ganhariam um Big Mac, assim como batata frita e refrigerante. O que eles não contavam era que os EUA conquistassem 83 ouros nos Jogos de Los Angeles, o que fez com que os lanches acabassem e a empresa registrasse um enorme prejuízo.

- As medalhas de ouro não são de ouro. Na verdade, elas são feitas de prata e banhadas a ouro. A última vez em que as medalhas foram realmente feitas com ouro puro foi em 1912.

Entrou no "espírito olímpico" e decidiu correr para o Rio de Janeiro para acompanhar ao menos algum evento esportivo e fazer parte da "história"? Encontre as melhores agências de viagens em São Paulo clicando aqui. Para qualquer outra região do Brasil, clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal