Melhores locais para pescar no Rio de Janeiro.

As belíssimas paisagens, o charme dos botequins, o burburinho das praias e a descontração do povo carioca são qualidades sempre exaltadas por quem conhece a cidade maravilhosa e um convite tentador a quem ainda não esteve por lá. Mas, além de todos esses atrativos, o Rio de Janeiro oferece a quem gosta de uma boa pescaria características bastante peculiares.

Ao contrário de São Paulo e Minas Gerais, onde a pescaria em lugares do tipo “pesque e pague” fazem sucesso, no Rio de Janeiro é o mar quem domina a paisagem. A pescaria é parte da rotina dos moradores e turistas nas praias. Para quem prefere peixes de água doce é possível relaxar em rios e represas, seja na cidade ou em serras dentro da cidade ou nos arredores, como Visconde de Mauá, Petrópolis, ou na região dos lagos, composta por Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo, por exemplo.

Em praticamente todo o Estado acha-se as pescarias mais variadas e para todos os tipos de praticantes, com fartura de quantidade e espécies. Dentre tantas possibilidades, a pesca nas praias e nos costões são as “modalidades” do esporte mais populares tanto entre os pescadores convictos como os que só querem relaxar nas férias ou em passeios. 

Já consegue se imaginar pescando na praia ou nos costões cariocas? Acompanhe algumas dicas.

Copacabana - Mundialmente famosa, também é lugar de vara e anzol. Em seus quatro quilômetros de extensão, indo do Leme ao Posto Seis, Copacabana possui pesqueiros interessantes e bem definidos para a pesca de praia. Os visitantes juntam-se aos moradores no bairro que abriga o clube campeão estadual e brasileiro de pesca de praia, o Abissal. Por ser bem iluminada permite, na maioria dos seus pontos, a pesca noturna sem necessidade de lampião.

Praias da Barra da Tijuca e do Recreio dos Bandeirantes - Com extensão aproximada de 20 km, do seu início, na Praia da Barra da Tijuca, até a ponta do Recreio dos Bandeirantes, abriga área riquíssima em peixes e muita badalação para banhistas e surfistas, o que praticamente inviabiliza a pesca em fins de semana.  
A praia é toda rasa, de águas claras e limpas, facilitando muito a pescaria.

Pesca de Costão ou nas Pedras - Considerado pelos entendidos no assunto e conhecedores da geografia desses lugares são os pontos que mais oferecem riscos. As condições do mar e ondas que batem contra as pedras são condições a serem observadas com cautela. Até quando não chove é perigoso, já que as pedras úmidas são escorregadias.

Pedra do Arpoador - Situada entre o Forte Copacabana, na ala direita da praia de mesmo nome, e a praia de Ipanema. À esquerda, fica Praia do Diabo. Além de oferecer belíssima vista de toda Ipanema e um pôr-do-sol invejável, abriga excelente pesqueiro por estar num ponto obrigatório de passagem de peixes. O local favorece o uso de iscas artificiais, por ter várias entradas de pedras que facilitam a pescaria.