Conheça os melhores passeios de bicicleta em SP

Hoje com mais de 400 km de ciclofaixas ou ciclorrotas, São Paulo vem se tornando uma cidade mais atrativa para quem gosta de pedalar. Com a atual estrutura que a metrópole oferece, é possível visitar algumas das principais atrações, entre parques e monumentos históricos. Confira, a seguir, quatro roteiros selecionados que podem ser feitos com segurança, em espaços separados dos carros.

PRAÇA ROOSEVELT - PARQUE DA ÁGUA BRANCA
O passeio pode começar pela Praça Roosevelt, no Centro, lugar queridinho para quem curte andar de skate. Estando por lá, dependendo da hora, pode ser uma oportunidade para conferir algum espetáculo em algum dos teatros amadores presentes na Praça. Nas redondezas, ainda estão a agitada Rua Augusta e a histórica Praça da República, onde há uma estação do Metrô.

De bike, o caminho deve ser iniciado pela ruas Rêgo Freitas e Amaral Gurgel (embaixo do Minhocão). Depois, é um reta só pela Rua Frederico Abranches (passando pelo largo de Santa Cecília), Alameda Barros e Rua Doutor Cândido Espinheira. Nos fins de semana, o caminho pode ser feito em cima do Minhocão, que fica fechado para os carros.

Já no Parque da Água Branca, que funciona das 6h às 22h, os ciclistas podem aproveitar o espaço de leitura infantil, o parque de diversões e o aquário. Próximo ao parque, ainda está o Memorial da América Latina, que sempre tem programação cultural aos fins de semana. A estação de Metrô mais próxima é a Barra Funda. 

PARQUE DO POVO - PRAÇA BENEDITO CALIXTO
O Parque do Povo, no Itaim Bibi, é, por si só, um ponto de encontro para atletas, com seu complexo esportivo, aparelhos de ginástica e ciclovia interna. O espaço tem uma grande área verde e está incravada em uma das regiões mais movimentadas de São Paulo. A estação mais próxima é a Cidade Jardim, da CPTM. Quem quiser explorar a cidade e sair do parque pode seguir pela Rua Professor Artur Ramos, onde vai fazer o acesso à Avenida Faria Lima.

Já em um dos principais corações financeiros da capital paulista, os ciclistas devem andar por cerca de 1,7 km, visualizando a arquitetura moderna dos prédios empresariais. Em seguida, o caminho deve ser feito pelas ruas dos Pinheiros, Artur Azevedo e João Moura, no meio do boêmio e animado bairro de Pinheiros.

Esse passeio é ideal no sábado, porque, ao chegar à Praça Benedito Calixto, é possível aproveitar a feira de antiguidades, os bares e o movimento de jovens e famílias comprando seus produtos "hipsters". A feira começa  a funcionar por volta das 9h e segue até o início da noite. A estação de metrô mais perto da praça é a Fradique Coutinho, na Linha Amarela.

PARQUE DA LUZ - PRAÇA DA SÉ
Esse passeio curto pode ser uma oportunidade de conhecer melhor o centro de São Paulo, que muitas vezes passa invisível aos olhos de quem se locomove de metrô pelos túneis subterrâneos. Nos arredores do Parque da Luz, há várias opções culturais, como a Pinacoteca do Estado de São Paulo e a própria Estação da Luz, a mais famosa da cidade. 

Pela Rua Mauá, Avenida Cásper Líbero, Rua Antônio Godói, Avenida São João, Rua Conselheiro Crispiniano, os ciclistas podem aproveitar para conhecer espaços como a Praça das Artes, a Galeria do Rock, Centro de Memória do Circo e o Theatro Municipal. 

Atravessando o Vale do Anhangabaú pelo Viaduto do Chá, se chega ao centro antigo de São Paulo, de frente para Prefeitura da cidade. O roteiro pode seguir pela Rua Líbero Badaró, Largo de São Bento, Rua Boa Vista e Pátio do Colégio até chegar à Praça da Sé, um dos principais símbolos da capital paulista.

MASP - LIBERDADE
No coração financeiro da cidade, na Avenida Paulista, estão atrações como o Masp - o museu mais famoso de São Paulo - , o Parque Trianon e o Mirante 9 de Julho, um centro cultural com música, arte, cinema ao ar livre, comida e bebidas. Se o passeio for aos domingos, a Paulista é fechada para carros e o espaço para ciclistas fica maior ainda. 

Se o passeio for em algum dia que não seja o domingo, os ciclistas devem aproveitar a ciclovia que está instalada no canteiro central da Avenida Paulista. Para seguir até a Liberdade, a avenida mais famosa de São Paulo deve ser percorrida até o final, passando por espaços como o Itaú Cultural e a Casa das Rosas.

O caminho deve seguir pela Rua Vergueiro, já no bairro do Paraíso, até a redondeza mais asiática de São Paulo. Na Liberdade, podem ser saboreados os deliciosos pratos de culinária chinesa, japonesa ou coreana, tanto nos tradicionais restaurantes como nas barraquinhas que ficam instaladas bem na saída da estação Liberdade do Metrô, na Linha Azul. 

Deu vontade de dar um passeio, mas ainda não tem uma boa bicicleta? Encontre boas lojas em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui! Em outra região, clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal