Comprar pacote de viagem vale a pena?

 Muita gente tem ficado em dúvida sobre o que é melhor: organizar a viagem por conta própria ou fechar um pacote em alguma agência? Hoje em dia, além das agências de turismo tradicionais, há milhares de sites que vendem passagens e passeios completos, além de aplicativos para encontrar hotéis e divulgar destinos. O que parece fácil pode até surtir o efeito contrário e deixar o viajante sem saber por onde começar.

Não existe certo ou errado. Para alguns, organizar a viagem sozinho é como dar um tiro no escuro. No entanto, para algumas famílias que nem sempre podem organizar as férias com antecedência, fazer busca na internet ou consultar aplicativos é a solução mais rápida e viável, principalmente quando não sobra tempo para visitar agências e pesquisar pacotes.

Tem ainda os mochileiros de plantão, familiarizados com viagens de última hora e com passagens por diversos tipos de hospedagens, seja nos hotéis tradicionais ou nos albergues da juventude. Para esse público, viajar sem destino e sem reserva prévia é só um ingrediente a mais na aventura.

Pensando em como lhe ajudar, selecionamos algumas dicas e sugestões para você tomar decisão.  Tudo vai depender do seu perfil. Com qual você mais se identifica?

1- Seguros e tranquilos – Os pacotes de viagens são os mais indicados para os viajantes que não têm muito tempo nem paciência para pesquisar. Além da facilidade, garantem conforto. Esse serviço normalmente é contratado pelo turista que não deseja ter nenhuma surpresa no decorrer da viagem. O pacote fechado com a agência garante que haverá alguém para buscar no aeroporto, respeitando os horários pré-estabelecidos de chegada ao hotel e, dependendo da negociação, haverá também um funcionário para levar a família aos passeios agendados ou opcionais.

Outras vantagens: as principais refeições ou o café da manhã podem estar incluídos no pacote, segurança ao guardar documentos e objetos pessoais, direito a guia turístico. Mas lembre-se: leia com muita atenção os seus direitos e deveres e a descrição de todos os serviços antes de assinar o contrato.

2- Independentes e aventureiros - Se você já tem experiência prévia com viagens, sabe como comprar e pesquisar as melhores promoções de passagens online, reservar hotel e providenciar toda a documentação necessária, organizar uma viagem por conta própria pode ser bem mais vantajoso. Nesse estilo de viagem, o turista personaliza totalmente o itinerário, ritmo e vontades. Demanda mais tempo, paciência e pesquisa. Nada, porém, para tirar o sono dos “heavy users” de internet que já conhecem sites referência de opiniões de viajantes e buscam informações sobre destinos, hospedagem, passeios, baixam aplicativos etc.

Importante destacar que, caso algo não saia como planejado, o viajante não vai ter para quem reclamar. Nas primeiras vezes atente-se ao preenchimento nos sites de reservas de companhias aéreas (faça pesquisa prévia e evite as companhias que sempre têm reclamações), onde tem multa para tudo e nada é reembolsável. Sem um guia, você terá que se esforçar mais para conhecer melhor a cultura local e os locais mais atraentes.

Depois de escolher a melhor opção para você e sua família, só temos uma coisa a dizer: boa viagem!