7 dicas para prestar concurso público

  Legiões de brasileiros hoje correm atrás das vagas de emprego oferecidas em concursos públicos. No ano passado, apenas o concurso promovido pela Caixa Econômica Federal teve mais de um milhão de inscritos. Um neologismo - concurseiro - até surgiu para designar quem faz de uma dessas vagas objetivo ao qual dedica elevadas doses de recursos materiais e emocionais.

  Mas isso também significa que passar em um concurso público não é nada fácil. "É, na verdade, um projeto ousado e trabalhoso, cujo ponto de partida deve estar alicerçado em três pilares: informação, disposição e perseverança", ressalta Leandro Souza, fundador da consultoria LS Concursos.

  Ele considera mais adequado a um candidato preparar seu programa de estudos - se possível, com a assessoria de um especialista - ao invés de ater-se às formulas propostas pelos diversos cursos existentes no mercado (embora esse programa possa incluir algumas aulas específicas de cursos): "Estudar para concurso exige, fundamentalmente, planejamento estratégico", afirma Souza. Veja a seguir algumas dicas do especialista a quem se dispuser a enfrentar esse desafio.

1 - Antecedência é fundamental: a preparação deve sempre começar antes do edital, pois é praticamente impossível dominar todos os assuntos no período compreendido entre a abertura das inscrições e a realização da prova.

2 - Uma preparação média pode exigir 50 semanas, com 6 horas líquidas de estudo por dia, variando um pouco para mais ou para menos dependendo do perfil do candidato e do grau de dificuldade do concurso.

3 - Para uma evolução uniforme do aprendizado, o estudo deve mesclar as disciplinas das quais o candidato gosta com as que não lhe atraem.

4 - Tendo como critério a excelência, monte seu próprio aparato de materiais para estudo, mesclando itens como livros, cursos em PDF, aulas telepresenciais e alguns módulos específicos de aulas presenciais, entre outros.

5 - Siga rigorosamente o cronograma de estudo previamente definido. E foque no conteúdo programático dos últimos três concursos da área (disponíveis nos sites das bancas organizadoras, em sites especializados em concursos ou em buscadores).

6 - Se não estiver trabalhando, considere o estudo como atividade profissional, com horário de entrada, almoço e saída. Mas não abra mão totalmente da vida pessoal e atividade física. Nos momentos de lazer procure abstrair-se ao máximo do estudo, reservando forças para se desgastar nos momentos de efetiva preparação.

A sétima e última dica do especialista é também muito importante em todo esse processo: confie em seu potencial. Boa sorte nessa sua jornada

Gostou das dicas?
Encontre livrarias em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui! Em outra região? Clique aqui!
#PasseAntesNoiLocal