Descubra os muitos sabores do Bixiga

Oficialmente, é apenas uma parte de um distrito denominado Bela Vista, situado na região central de São Paulo. Mas o Bixiga, como é mais conhecida essa área, significa muito mais: é dos mais fervilhantes redutos de cultura, gastronomia e lazer noturno da cidade - e um de seus espaços mais simbólicos.   

O Bixiga pode ser localizado no espaço compreendido entre a rua Major Diogo, a avenida Nove de Julho, a rua Sílvia e a avenida Brigadeiro Luís Antônio. Historiadores afirmam que o nome - originalmente Bexiga, depois modificado pelo falar coloquial - advém do apelido de um dos primeiros proprietários das terras ali existentes. Antonio Bexiga era assim chamado por trazer no rosto as marcas da 'bexiga', como também era conhecida a varíola. Sua atual composição urbana começou a tomar forma no final do século 19, quando ali surgiram loteamentos destinados a pessoas de menor poder aquisitivo.

Tal oferta atraiu imigrantes italianos que, na época, chegavam ao Brasil em enormes contingentes. Muitos transformaram-se em pequenos prestadores de serviços - sapateiros, alfaiates e quitandeiros -  ou em operários da nascente indústria nacional. A eles logo juntaram-se outros profissionais de menor renda e escravos recém libertos. Formou-se, assim, o rico manancial de tradição e de diversidade cultural que desembocaria, a partir da segunda metade do século passado, em um dos mais amados redutos boêmios de São Paulo.

Essa nova vertente teve início com a construção, na região, de diversos restaurantes especializados na culinária italiana, e logo em seguida de diversos teatros, vários deles ainda em atividade: Sérgio Cardoso, Imprensa, Oficina, Ruth Escobar, entre outros. Nos finais de semana de agosto, a sempre intensa vida social da região ganha ainda mais vida, pois ali acontecem as festividades dedicadas a Nossa Senhora da Achiropita, padroeira do bairro. Combinando arte com culinária típica servida em barracas nas ruas, essa festa acontece em frente à igreja de mesmo nome, fundada em 1926 por imigrantes italianos.

Essa influência da cultura italiana, aliás, manifesta-se também na rica oferta gastronômica da região, na qual predominam cantinas e pizzarias. Abaixo, algumas das mais tradicionais e mais conhecidas dos paulistanos e turistas:

Cantina Capuano - Fundada em 1907, é  considerado o restaurante em atividade mais antigo de São Paulo. Oferece diversas massas e molhos (www.cantinacapuano.com.br).

Cantina C... Que Sabe! - Inaugurada em 1931 por imigrantes italianos, tem na perna de cabrito assada um de seus pratos mais pedidos (www.cantinacquesabe.com.br).

Cantina Roperto - Presente no bairro desde 1942, oferece mais de 20 tipos de massas, além de filés à parmegiana, entre outros itens (www.cantinaroperto.com.br).

Cantina Montechiaro - Agrega a sua oferta uma vasta carta de vinhos, e muitas as vezes a presença de artistas que apresentam-se nos teatros da região. Em atividade desde 1974 (www.montechiaro.com.br).

Villa Tavola - Com dez ambientes distribuídos por cinco casarões, permite apreciar a culinária italiana a qualquer momento, pois permanece aberta 24 horas por dia (www.villatavola.com.br).