Como fazer churrasco em apartamentos

  Reunir familiares e amigos para um churrasco caseiro é algo desejado por muita gente que, por morar em apartamento ou em casa sem espaço adequado, descarta tal ideia porque fumaça e sujeira serão inconvenientes tanto para quem ali mora quanto para os vizinhos. No entanto, quem quiser pode fazer um saboroso churrasco em um apartamento, por que não? Basta ter equipamentos adequados. Separamos algumas opções para você analisar qual melhor se encaixa no seu bolso e no seu imóvel.

  • Churrasqueira elétrica – é uma opção bem usual. Na churrasqueira elétrica as resistências aquecem o local onde vão espetos e grelhas. Há espaço para a colocação de água, que, conjuntamente com a gordura derretida, gera vapor destinado a acentuar o sabor do alimento.
  • Grill  outro equipamento bastante conhecido. O alimento é colocado entre duas chapas metálicas (também movido a eletricidade). Como emite duas fontes de calor, não é preciso virar o alimento. Muitos têm termostato e são antiaderentes.
  • Churrasqueira de fogão – surgiu para atender à crescente quantidade de habitantes de apartamentos e de outros espaços comuns nas cidades modernas. É própria para ser colocada sobre um queimador de fogão, mas com espaço para espetos e grelhas, é capaz até mesmo de receber uma pedrinha de carvão com a qual busca-se o aroma e o sabor de um churrasco original.
  • Char broiler -  equipamento composto por grelhas, e geralmente a gás, cujos queimadores aquecem materiais como pedras vulcânicas ou briquetes (blocos feito pela compactação de materiais como madeira, palha e bagaço de cana). Dessa queima resulta uma fumaça que confere às carnes sabor similar ao de um churrasco tradicional. Mas exatamente por produzir fumaça - embora em quantidade inferior à de uma churrasqueira comum - exige um sistema de exaustão. É usado em empreendimentos comerciais, mas também em residências.

  Dos equipamentos mais comuns – churrasqueira elétrica ou grill – o docente da área de gastronomia da unidade do Senac de Taubaté, Vinicius Cassarotti,  diz preferir a primeira: "Além de não prensar a carne, como acontece no grill, a churrasqueira elétrica permite trabalhar melhor os diferentes pontos da carne".

  Mas ambos, observa Cassarotti, possibilitam preparo saboroso de iguarias de feitura mais rápida - como linguiças, queijo coalho e pão de alho - e também de espetinhos e de carnes mais macias, como picanha e alcatra. "Como eles não atingem temperaturas tão elevadas quanto às das churrasqueiras comuns, carnes que exigem mais tempo de preparo, como cupim ou costela, podem ficar ressecadas", ressalta.  

  Agora escolha a melhor opção para sua residência e aproveite cada minuto ao lado de seus amigos e familiares.