Vale a pena restaurar um móvel antigo?

  Móveis antigos e deteriorados podem hoje ser rapidamente substituídos por outros recém-fabricados, adquiridos com crédito facilitado em diversas prestações. Mas muitas pessoas têm móveis aos quais se apegam de maneira mais intensa, seja por neles enxergarem valor estético e decorativo muito particular, seja por algum motivo sentimental ou histórico. Além disso, móveis antigos têm geralmente um apuro construtivo - incluindo-se aí qualidade de sua madeira e das ferragens -, hoje só encontrável por preços bastante elevados.

Quem tem um móvel já desgastado ou danificado, e dele não quer se desfazer, pode pensar em restaurá-lo por meio de profissionais dedicados a restituir características as mais semelhantes possíveis às originais. Mas há também a opção da reforma, com o qual essa peça pode não apenas readquirir um aspecto de novo, mas também incorporar características estéticas e funcionalidades diferenciadas.

Com exceção daqueles muito deteriorados pela ação de cupins, ou com madeira muito empenadas pela exposição à água, é possível hoje reformar praticamente qualquer móvel, afirma Veronica Stangler Kraemer, proprietária do Além da Rua, ateliê localizado no bairro paulistano de Perdizes no qual, além de trabalhar na reforma móveis, dá cursos sobre temas relacionados a essa atividade.

Pintura, pátina, troca de tecidos, de assentos e de ferragens são algumas das alternativas empregadas para a reforma de um móvel. "Além de deixá-lo com aspecto de novo, pode-se também modificar suas características funcionais. Por exemplo, retirando as gavetas para transformar o antigo gaveteiro em estante e ainda usando o espaço para construir nichos", ela diz.

De acordo com Verônica, a escolha de um profissional ao qual será delegada a reforma de um móvel deve incluir pesquisa sobre seus trabalhos anteriores. Se possível, vale uma ida até a oficina, onde a qualidade do trabalho será examinada mais de perto. Com um valor próximo a R$ 600, diz a profissional, é possível reformar, por exemplo, uma mesa de madeira com dimensões de 1m20 x 0,80 cm. "Pode-se atualmente encontrar uma mesa nova mais barata, mas provavelmente ela terá qualidade muito inferior", enfatiza.