Papel de parede ou adesivos?

Quando a vontade de mudar o ambiente da casa bate forte você certamente pensa logo na pintura e, depois, na decoração. Definir qual a melhor opção a ser aplicada como revestimento nem sempre é uma tarefa fácil. Papéis de parede dão um toque todo especial. Já os adesivos podem tornar o ambiente mais alegre. 

O importante é ter em mente como deixar as paredes em harmonia com o restante do lar. O mercado oferece uma infinidade de revestimentos desenvolvidos com alta tecnologia e beleza. Os preços acompanham essa evolução. Há, também, o painel decowall, que une a versatilidade do papel de parede com a facilidade de instalação dos adesivos. Tem um tipo de plastificação em vinil e pode receber pano úmido na manutenção.

Usados em ambientes internos, os papéis de parede são vendidos em rolos com, geralmente, 50 centímetros de largura e 10 metros de comprimento. A instalação é feita por faixas. É importante lembrar que o maior inimigo do papel de parede é a umidade e a infiltração. Tinta de caneta não sai em papéis de parede.

Para que tanto o papel de parede quanto o adesivo tenha um bom efeito final é importante que a parede esteja limpa, lisa e livre de imperfeições, rachaduras ou furos de prego.

A instalação é delicada. Portanto, convém contar com a experiência do aplicador profissional. Não ponha tudo a perder tentando o “faça você mesmo”. Os adesivos pequenos e médios com motivos alegres ou de humor também são opções para espaços vazios ou área de passagem.

Papéis de parede são a solução rápida para quem precisa de mudanças.  Já para quem quer gastar pouco e coragem para ousar na decoração, os adesivos são bastante indicados. Deixam a casa mais alegre, jovem e completam a harmonia de um ambiente.