Limpeza da casa a vapor, vale a pena?

    Muita gente comenta sobre os benefícios de máquinas a vapor – também comercializadas como higienizadores, limpadores ou vaporizadores – para a limpeza da casa. Com a ejeção de vapor em altas temperaturas, a limpadora oferece maior segurança ao usuário que pode dispensar a manipulação de produtos químicos.  Mas será que vale a pena investir em torno de R$ 300 para a compra do aparelho para uso doméstico?
    Segundo o diretor da Câmara Setorial de Fabricantes de Máquinas da Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (Abralimp), Antônio Luis Francisco, a viabilidade econômica deve ser analisada caso a caso. Ele enumera fatores como maior proteção às superfícies, fazendo a limpeza sem deixar manchas, arranhões ou ferrugens, além de garantir eficiente higienização evitando maus odores ou pequenas contaminações. “Com a limpadora a vapor 99,9% das bactérias domésticas comuns podem ser mortas na própria superfície, sem a utilização de produtos químicos chegando a uma temperatura operacional de 120° a 145°C”, explica.
    Questionado sobre o que deve ser analisado na hora da compra desse equipamento, o especialista destaca que deve se avaliar as superfícies a serem limpas, checando se o equipamento realmente vai atender as expectativas, bem como a procedência e a disponibilidade de peças no caso de possíveis reparos.
    Além disso, é interessante observar que a máquina recomendada para limpeza residencial não irá atender as necessidades de ambientes industriais. “Por outro lado, o contrário também não é uma boa solução, ou seja, a melhor solução é a escolha adequada do equipamento de acordo com as reais necessidades”, frisa.
    Antes de tomar a decisão de compra, o consumidor deve saber que existem limpadoras a vapor ou as conhecidas como higienizadoras a vapor. Ambas trabalham com alta temperatura. A limpadora a vapor é principalmente indicada para banheiros (vaso sanitário e pia) e cozinhas (azulejos e pia) ou para higienizar pisos em geral, cortinas e tapetes. Já as máquinas a vapor ou higienizadoras industriais são indicadas para limpar grandes superfícies e sujeiras muito mais pesadas como óleos, graxas e diversos tipos de mancha em motores e vidros, por exemplo. 
Também vale lembrar que dependendo da quantidade de uso da máquina poder haver maior consumo de água e energia. “O fator importante é que o consumo maior de energia ou água pode levar a uma maior eficiência do equipamento, não devendo ser avaliado isoladamente”, lembra o dirigente da Abralimp. 
    Antes de decidir pela compra por um determinado modelo ou marca, tenha em mente que esses aparelhos podem auxiliar na limpeza da casa, mas de forma pontual e não como recursos para a faxina diária ou semanal. 

Gostou das dicas? Encontre lojas de eletrodomésticos em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui! Está em outra região? Clique aqui!
#PasseAntesNoiLocal