Gaste pouco em um jardim vertical

Criados para amenizar a falta de áreas verdes nos centros urbanos e também para modificar a paisagem de locais com espaços pequenos, os jardins verticais têm conquistado espaço no paisagismo brasileiro. Suas aplicações se dão tanto nas paredes internas de casas, varandas de apartamentos ou em muros externos. Os sistemas podem possuir irrigação automatizada por gotejamento ou o cuidado pode ser feito manualmente, dependendo do tamanho desejado.

Os preços também variam de acordo com a disponibilidade de investimento, escolha do material e quantidade de plantas, que podem ser desde espécies mais sofisticadas como orquídeas ou plantas menos nobres, como jiboias verdes. 

Segundo o paisagista Paulo Artur Cardoso, o valor final varia de caso a caso mas, em média, o custo de cada bloco de alvenaria para afixar plantas é de R$ 12. Se a opção for por potes plásticos, o gasto médio é de R$ 4 por unidade. Com isso, é possível fazer um jardim de um metro quadrado com nove potes, divididos em três em três, gastando R$ 150.

Cardoso ressalta que o interessante do jardim vertical é o fato de os potes não ficarem visíveis. “É uma cortina vegetal que dá a sensação de que se tem natureza dentro do ambiente. A beleza do vertical não está nos vasos, mas no fechamento. Quanto mais fechado, mais bonito e natural fica o jardim”. Em sua opinião, é interessante optar por estruturas mais leves como as treliças, que podem ser trabalhadas direto na estrutura de alvenaria, com ganchos de fixação.

Até em uma varanda pequena dá para fazer um quadro com diversas cores de plantas. Em um apartamento, no qual o sol não bate o dia inteiro, os filodendros (plantas de sombra) são excelente opção. 

Após a escolha das plantas e do tipo de material usado, é fundamental ter um bom sistema de captação de água, porque os jardins verticais sempre demandam um sistema de irrigação. Assim, quando regar as plantas o restante da água é enviado para um ralo ou um limitador cerâmico. Fazer um acabamento com pedras fará toda a diferença. 

Para inalizar, nunca esquecer que as plantas são seres vivos. Por isso, precisam de dedicação, ainda que o tempo seja curto. Para o paisagista, bastam apenas 10 minutos por dia para tirar as folhas mortas, evitar que uma planta invada o espaço da outra e regar. Apenas isso já é o suficiente para manter um lindo jardim vertical.