Dê mais personalidade à varanda

  Já foi o tempo em que as varandas eram usadas apenas para se ter melhor vista. Hoje as sacadas são totalmente integradas aos apartamentos ou à entrada das casas, e em alguns casos, sem que seja percebido o limite entre os dois ambientes.

  Novos projetos arquitetônicos vêm transformando as varandas em extensão da sala de estar. E nem é preciso morar em apartamentos de alto padrão ou casas luxuosas para ter uma varanda aconchegante. Segundo a designer de interiores Cristina Barbara, é importante escolher materiais de qualidade e mão de obra especializada para que o projeto fique de acordo com as necessidades do morador.

  Para a varanda de apartamentos, ela indica a colocação, preferencialmente, de um piso frio, que pode ser a continuidade do piso da sala.  Se o piso da sala for de madeira, no entanto, a opção é mais complicada, pois a incidência de sol pode danificá-la. “Nesses casos, aconselho que seja um piso frio. Colocar madeira na extensão é um pouco arriscado, porque os raios solares podem causar danos e manchas”, orienta.

  Nos casos em que a pessoa não deseja manter o piso da sala na varanda, é possível optar por um tipo mais rústico. Mas a especialista alerta que essa escolha é mais arriscada por exigir maior manutenção e limpeza.

  Cristina diz que o porcelanato é disparado uma das melhores opções para revestir as varandas, além ter o melhor custo benefício no preço, na garantia de colocação e na durabilidade. De acordo com ela, é possível encontrar no mercado porcelanatos de excelente qualidade, pagando de R$ 80 a R$ 300 pelo metro quadrado. “Esse é o preço mínimo de um porcelanato razoável. Há mais baratos, mas os melhores estão nessa faixa”.

  Já o mosaico, em sua opinião, é mais indicado para varandas de residências. Entre as tendências, destaca os azulejos desenhados, as pastilhas de vidro e as séries de azulejos decorados, que lembram um pouco a art déco, sempre com algum movimento geométrico diferente. As pedras naturais como o granito e a limestone, que é uma pedra calcária que transmite uma beleza natural e rústica, também são ótimas opções.

  Com relação à pintura, Cristina indica a escolha por tintas mais grossas, com texturas como terracor, que dá a impressão de ter areia na massa. Essas tintas duram mais e suportam bastante os raios solares.