Cresce utilização de drywall no Brasil

  Praticidade e economia. Estas são as palavras que melhor definem as qualidades das divisórias confeccionadas com drywall, sistema industrializado de paredes internas, composto por estrutura de aço galvanizado e chapas de gesso acartonado aparafusadas em ambos os lados. O material é bastante utilizado no Exterior e vem mudando o processo de construção civil por ser limpo, rápido, racional e econômico.

  “Em apenas um dia se constrói uma parede com drywall”, diz Vanessa Romeiko, arquiteta da M3Mais Arquitetura de Interiores, ao destacar a funcionalidade e rapidez com que se trabalha com o material, já bastante utilizado em ambientes corporativos e que agora invade os lares em substituição à alvenaria.

  Aparentemente frágeis, as chapas de drywall possuem dois versos de cartão e recheio de gesso aditivado e são resistentes para suportar o peso de  televisores e prateleiras. Acessórios apropriados instalados na parte interna da parede garantem, inclusive, a instalação de cargas suspensas, como armários, quadros, TVs e bancadas.  “Para isso convém que o trabalho seja executado por profissional especializado que instala reforço interno entre os perfis de aço, evitando que a placa de gesso trinque”, explica. Parafusos e buchas para fixar esses equipamentos são específicos para gesso acartonado.

  Para enfrentar o som dos ambientes externos são colocadas lã mineral ou manta de vidro entre as placas, garantindo o isolamento acústico, informa Vanessa Romeiko. Ela destaca que o sistema, apesar de menos resistente a impactos do que a alvenaria, atende as determinações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) no que se refere a impacto, fogo e isolamento de som. Certamente por isso o drywall é bastante utilizado nas minissalas de cinema. Do ponto de vista de aquecimento, o colchão de ar entre as placas propicia conforto térmico ao ambiente.

  Para garantir maior durabilidade, a manutenção das paredes necessita de cuidados. “A limpeza de manchas pode ser feita com os produtos convencionais. Jatos de água ou vapor, utilizados na alvenaria, podem causar danos ao drywall”, alerta.

Informações específicas podem ser obtidas, também, junto ao fabricante do produto ou da Associação Brasileira de Drywall pelo site www.drywall.org.br.