Atenção às plantas do jardim interno

As plantas levam alegria, vida e beleza ao lar ou ao local de trabalho. Além disso, são excelentes opções para a decoração. A luz solar é fundamental para que as espécies sobrevivam e cresçam fortes e sadias. Isso, porém, não quer dizer que em locais fechados ou pouco iluminados não seja possível mantê-las bonitas e bem cuidadas.

Com algumas precauções, antes mesmo de escolher as espécies, é possível fazer um jardim interno e tornar o ambiente mais agradável e aconchegante. Conheça algumas dessas plantas:

Lança-de-são-jorge (Sansevieria Cylindrica) - É resistente e tem folhas cilíndricas e verticais, possui aparência bem ornamental e pode compor tanto jardins de pedras quanto vasos em espaços internos. Recomenda-se mantê-la em meia-sombra, regada a cada 15 dias, sem molhar as folhas.

Echeveria ou rosa de pedra (Echeveria SP) - É uma suculenta, planta que armazena água nas folhas e caules, com o formato parecido ao de uma rosa. É uma espécie que não tolera muito sol e deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Bastante usada para fazer arranjos em vasos com outras suculentas e cactos.

Mini cacto (Mamillaria SP) - Ótimos para compor arranjos, esses pequenos cactos são facilmente encontrados em supermercados e são muito usados para compor arranjos. Diferentemente dos cactos grandes, não devem ser expostos à luz direta do sol e ficam melhor em ambientes internos bem iluminados. Uma dica para saber quando regar é verificar se a terra está seca - em geral as regas são semanais. 

Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia) - Uma das plantas mais usadas em ambientes internos, a Zamioculca continua bonita mesmo quando não recebe os cuidados adequados. Necessita de rega apenas uma vez por semana e fica bem tanto em ambientes com ou sem luz - mas é bom evitar sol direto, que pode queimar suas folhas. 

Lírio da paz (Spathiphyllum Wallisi) - É uma das poucas espécies que florescem na sombra, assim se adapta muito bem a ambientes fechados. Para que fiquem sempre bonitos, é indicado manter o solo úmido e adubado e evitar o contato direto da luz solar para que suas folhas não fiquem queimadas.

Jiboia (Remnum pinnatum) - Muito usual em decorações, a espécie é uma das poucas trepadeiras que pode viver em espaços fechados. Cresce apoiada em xaxins ou outras plantas. Possui folhas coloridas, mas, se permanecer somente na sombra, suas folhas ficam verdes e pequenas. A rega deve ser frequente para que a flor fique sempre úmida.

Bromélia (Gusmania lingulata) - Os tons de vermelho fazem um contraponto com o verde-escuro de suas folhas e é muito usado para enfeitar interiores. Exige rega a cada dois dias e deve ficar em locais de claridade indireta. Deve-se limpar a sua parte central para evitar a proliferação de mosquitos.