10 coisas que sumiram de nossas casas

Em casas de parentes mais velhos, muita gente certamente já viu coisas que, apesar de não parecerem muitos antigas, não demonstram mais nenhum uso (ou sequer uma utilidade perceptível). Na lista abaixo você provavelmente reconhecerá algumas delas, hoje relegadas ao ostracismo, mas em tempos não muito remotos comuns no dia a dia dos lares:

  1. Escovões e enceradeiras - Não era fácil lustrar um chão com os pesados escovões, mas essa tarefa tornou-se mais simples quando surgiram as enceradeiras, acionadas a eletricidade. Caíram em desuso com o lançamento de pisos e produtos de limpeza muito mais práticos e fáceis de usar.

  2. Enciclopédias Era um orgulho nas estantes da maioria das casas. Havia várias famosas, podendo ser de assuntos gerais ou segmentadas, como Ciências. Ao disponibilizar instantaneamente todo tipo de informação, a internet praticamente acabou com o interesse pelas enciclopédias em papel.

  3. Moedores de carne - Antes de hambúrgueres serem vendidos em quaisquer esquinas e nas geladeiras dos supermercados, em muitas casas a carne era triturada em moedores manuais de carne. O resultado eram pratos demorados para ficar pronto, mas com sabor delicioso.

  4. Máquinas de costura - Até há não muito tempo, as máquinas de costura podiam ser vistas em muitos lares, onde mulheres cuidavam elas próprias de fazer ou consertar as roupas de maridos e filhos. Hoje nem mesmo alfaiates e costureiras profissionais andam em alta, servindo mais para pequenos reparos.

  5. Rádio-relógio e despertadores - O som que nos obriga a levantar da cama parecia ainda mais incômodo quando vinha dos antigos despertadores munidos de campainhas metálicas. Permitindo acordar com música, o rádio relógio foi uma evolução, mas também foi ultrapassado pelo celular, hoje responsável por acordar muita gente.

  6. Gravadores e toca-fitas k-7 – Eles conquistaram inúmeros adeptos, pois permitiam levar as músicas preferidas a qualquer lugar. Deram lugar aos CDs, posteriormente ultrapassados pela tecnologia MP3.    

  7. Videocassetes - Destino similar ao dos gravadores, tiveram os reprodutores de vídeos VHS, que permitiam assistir em casa, em qualquer horário, aos filmes recém exibidos nos cinemas. Eles tornaram-se obsoletos com os DVDs, que hoje perdem espaço para os filmes online.

  8. Bombas de flit - Para espantar pernilongos e outros insetos, durante muito tempo usou-se as bombas de flit, que espalhavam inseticida não apenas no ambiente, mas também em quem o aplicava. Um cheiro horrível que os mais velhos não guardam boas recordações.

  9. Máquina de escrever Em praticamente toda casa havia uma máquina de escrever para ajudar os filhos nos trabalhos escolares. As elétricas eram mais utilizadas profissionalmente. Em casa, as portáteis eram as prediletas. Depois vieram os computadores e elas foram doadas para brechós.

  10. Telefone com disco - Com seu ar sólido e imponente, os telefones de discagem ainda podem ser vistos em algumas residências, mas é hoje mais comum encontrá-los em antiquários.

Além desses, com certeza há muitos outros artefatos domésticos antes muito valorizados e hoje praticamente esquecidos. Lembrou de mais algum? Conte para a gente.