Quando e por que o cão deve ser castrado?

  A castração dos cães de estimação é quase obrigação nos lares modernos, não apenas porque evita filhotes para os quais será necessário buscar abrigo, mas também por ser tal procedimento benéfico para a saúde e a qualidade de vida dos animais.  

  A médica veterinária do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, Mariana Talib, lembra que a castração minimiza inconvenientes como sangramento e atração de machos durante o cio - no caso de fêmeas -, e desvios de comportamento mais comuns em machos, como demarcação de território com urina e agressividade. "Quando realizada em fêmeas jovens, a castração tem também função preventiva para o desenvolvimento de tumores mamários", acrescenta Mariana, que fornece mais informações e ponderações sobre os benefícios e as práticas da castração de cães:

  1. Antes de encaminhar um animal para a castração é imprescindível consulta com médico veterinário para averiguar o estado físico geral e identificar possíveis contraindicações (por exemplo, um sopro cardíaco).

  2. Como procedimento cirúrgico invasivo e dependente de anestesia geral, pode não ser recomendável em animais com doença concomitante e debilitante, ou idosos.

  3. A decisão sobre o melhor momento para a castração ainda é motivo de discussão entre os pesquisadores. Em países como os Estados Unidos é comum o relato de cães castrados já com 6 ou 8 semanas de vida (razões comerciais e de ordem prática - como a necessidade de vender ou doar os filhotes já castrados - influem nessa antecipação do processo). Mas quando realizada no período entre 6 meses e 1 ano de vida, a castração torna-se mais segura, pois nessa fase o porte do filhote o coloca em posição de menor risco anestésico, e seu protocolo vacinal está completo. E a essa altura a maioria das fêmeas já terá apresentado o primeiro cio.

  4. Não é recomendável realizar o procedimento durante o período do cio, pois nesses época fatores hormonais favorecem sangramentos.

  5. A ideia de que a castração modifica o comportamento dos cães é mito. Não há estudos que confirmem tais alterações (a não ser a inibição de comportamentos com fundo hormonal/ reprodutivo). Também não há estudos que comprovem que a falta dos hormônios reprodutivos atue na expectativa de vida dos cães, aumentando sua longevidade.

  6. Animais de todas as raças podem ser castrados, mas é importante sempre buscar uma clínica ou um hospital com centro cirúrgico equipado e anestesia segura.

Se ainda restaram dúvidas, converse com o veterinário. Ele saberá avaliar a situação do animal e lhe dar as melhores orientações.