Cuide do pet sem gastar além da conta

   Além de ótimas companhias, gatos ou cachorros deixam o ambiente muito mais alegre. No entanto, é inegável que os gastos aumentam. Afinal, é preciso alimentar, dar vacinas e remédios, além de garantir a higiene dos bichinhos e dos demais habitantes da casa.

    Se você ainda está em fase de decisão para saber se quer mesmo ter um bichinho de estimação, confira a seguir cinco dicas para gastar menos, sem comprometer a saúde e o bem-estar do seu pet.  

Para a veterinária Isabelle Aymard, do Pet Shop Faro Fino, de São Paulo, o mínimo a ser oferecido ao animal é alimentação, higiene, vacinação, vermifugação e entretenimento. Com relação ao tratamento de coceiras, a melhor dica é consultar um veterinário porque as causas variam, assim como o tratamento. Acompanhe o que mais ela diz sobre o assunto:

1. Alimentação - Pode ser tanto natural (com receitas elaboradas para a necessidade nutricional de cada animal) ou já pronta. Dê preferência às rações. Afinal de contas, a comida humana pode causar sérios problemas de saúde ao animal.

2. Higiene - A higiene deve ser pensada para o ambiente que o animal vive. Use produtos que não tenham odor forte e que sejam próprios. “Porém, o simples fato de lavar bem o local com água e sabão, enxaguando bem, já ajuda a prevenir diversas doenças e contribui com o bem estar”, frisa Isabelle. Segundo a veterinária, a frequência dos banhos vai depender da espécie do animal e da raça. Existem diversas marcas de xampu e sabonetes próprios para pets, que englobam grande variedade de preços.

3. Vacinação - Varia conforme a espécie, sendo mais indicado para cães e gatos a partir de 50 dias tomar três doses da vacina polivalente e um da antirrábica, com posterior reforço anual.

4. Entretenimento - Passeios e brincadeiras ajudam a gastar a energia, evitam que o animal ganhe peso e aliviam estresse. Além disso, aumentam o vínculo animal-proprietário.

5. Vermifugação - É fundamental e deve ser feita a partir dos 30 dias de vida do filhote, sendo reforçada a cada quatro meses. Existem várias opções no mercado com vários valores. A forma de administrar varia conforme o produto. A veterinária ressalta a importância de administrar produtos antipulgas. Segundo Isabelle, deve ser aplicado - dependendo do produto -  a partir dos dois meses de vida do bicho.

Se você preferir, use uma fórmula caseira para prevenir formigas, pulgas, carrapatos.

Ingredientes:

1 litro de álcool (100%)

4 colheres de sopa de cravo da índia

2 ramos de alecrim

6 tabletes de cânfora

250 ml de vinagre de álcool

300 ml de água

Como fazer:

  • Deixe 6 tabletes de canfora dissolvendo em 1 litro de álcool.
  • Faça um chá com 300 ml de água,  2 colheres de cravo da índia e os dois ramos de alecrim (só as folhas dos ramos). Ferva por 2 minutos.
  • Misture o chá coado com o preparado de álcool, cânfora e 250 ml de vinagre. Acrescente mais duas colheres de cravo da índia.
  • Borrife o preparado onde quiser, menos dentro da comida dos bichinhos. A receita mata e espanta pulgas, formigas, aranhas etc. Se descobrir o foco do formigueiro e borrifar no local, o resultado é ainda melhor.

    Viu só como não é tão complicado assim cuidar do seu bicho? Basta misturar cuidado com atenção. O resultado será gratificante, com um grande amigo ao seu lado.