Cuidado com a saúde do seu cão durante o verão

O verão é a estação do ano preferida de muita gente, pois tem sol, calor e é perfeito para ficar torrando na praia e se refrescar dentro do mar. Mas se você tem um cachorro, saiba que essas temperaturas elevadas não são nada boas para o seu melhor amigo, já que o corpo dele não se refresca tão facilmente como o de um ser humano. Isso te preocupa, não é mesmo? Então confira algumas dicas para ajudar a manter seu cão agradável e fresco mesmo com o calor.

- Evite andar em superfícies quentes como o asfalto por longos períodos de tempo. O melhor é tentar alternar entre asfalto, calçada e grama para que as patas delicadas do seu cão não fiquem queimando. Em um dia quente de verão, cubra as patas do seu cachorro com sapatinhos para que o asfalto não fique tão quente e eles possam caminhar confortavelmente.

- Se a temperatura estiver acima de 29 graus, deixe o seu cão em casa. Eles não são capazes de se refrescar tão rapidamente quanto os seres humanos. Às vezes, você pode sentir-se perfeitamente bem, mas o seu cachorro vai ficar ofegante. Ir a lugares como a praia, ficar na rua ou o dia todo no sol pode ser uma grande atividade social para os seres humanos, mas pode deixar os cães severamente desidratados.

- Sempre leve água fresca para o seu cão quando sair. Leve uma garrafa de água portátil e a tigela, assim você pode preenchê-la de forma que seu melhor amigo tenha sempre um novo suprimento de água fresca quando ele estiver fora de casa.

- Não esqueça de verificar sempre se tem água limpa e fresca para seu cão. Às vezes, a água fica com um cheiro por estar exposta por muito tempo, e eles estarão menos propensos a beber. Ter uma fonte de água fresca e limpa na tigela vai garantir que ele irá beber mais vezes e manter-se hidratado.

- Animais de estimação não conhecem seus próprios limites, por isso cuidado com o excesso de exercícios. Em vez de brincar no sol escaldante, procure brincar com a bola próximo da hora em que o sol está se pondo. Se você perceber que o seu cão está respirando mais rapidamente ou está tendo algum problema ao correr atrás de uma bola, abrande as coisas e deixe que ele pare para se refrescar.

- Nunca deixe seu animal de estimação em um veículo desacompanhado. Num dia com 24 graus, a temperatura no interior de um automóvel estacionado pode rapidamente elevar-se para mais de 49 graus, dentro de uma hora. Mesmo com as janelas abertas, ele pode superaquecer e desmaiar, se deixado nessas condições.

- Se for possível, deixe seu cão ficar em uma piscina de água fria. Além da respiração ofegante, eles podem se refrescar através de suas patas. Deixa-los em uma piscina de água fria ou mergulhar suas patas na água pode ajudar a diminuir a temperatura do corpo. Também é útil passar um pouco de água fria no peito do seu cão. Nunca use gelo, pois pode diminuir a sua temperatura muito rapidamente, impedindo o resfriamento do corpo.

- Conheça os sinais de um cão desidratado. Fique atento a sinais como respiração rápida, ofegante ou hiperventilação; olhar fixado, olhos vidrados; expressão de ansiedade e recusa a obedecer a comandos; febre acompanhada de mucosas vermelhas e brilhantes nos olhos e gengivas; batimento cardíaco rápido; Vômitos e/ou diarréia; fraqueza ou colapso; convulsões. Se seu cão tem algum destes sintomas, certifique-se de que ele está bebendo água suficiente. Se os sintomas persistirem, leve-o ao seu veterinário local.

Se você seguir estes passos simples, provavelmente não terá problemas e tanto você quanto seu cão terão dias felizes, mas caso haja alguma emergência, procure rapidamente um veterinário. Os melhores profissionais da área em São Paulo podem ser encontrados clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui. Para qualquer outra região do Brasil, clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal