É viciado em fast food? Saiba onde ele é mais consumido

As famosas comidas rápidas são uma verdadeira febre. Seja pela praticidade, pelo preço baixo ou então pelo gosto mesmo, não há quem resista a um bom hambúrguer. Se identificou? Então para você, queaprecia os fast foods, preparamos uma lista, feita pela Escola de Administração de Empresas da Espanha, com os países que mais consomem esse tipo de comida no mundo. Confira:

Itália
A Itália ocupa a 12ª posição, com 1,7 milhões de euros gastos no setor. A projeção é que até 2019 o italiano gaste 11,52% a mais com alimentação fast food.

Espanha
A Espanha, famosa pela paella, aparece em 11ª, com 2,1 milhões de euros gastos em comida rápida. O estudo, porém, projeta para 2019 um crescimento de 48,61%, levando os espanhóis a gastarem 2.942 milhões de euros com fast food.

Alemanha
A Alemanha, terra do joelho de porco, também tem gastos que podem ser considerados modestos com esse tipo de alimentação. Atualmente, ocupa o 10º lugar e até 2019 deve aumentar somente em 1,58%, chegando a 4,8 milhões de euros com alimentação expressa.

Austrália
A Austrália, terra do sausage sizzle, aparece na 9ª posição. Os gastos com comida rápida no país devem passar dos atuais 4,2 milhões de euros para 4,7 milhões de euros até 2019.

Canadá
As batatas com queijo, bastante apreciadas no Brasil, são um típico fast food no Canadá. O país aparece em 8º na lista de localidades que mais gastam com esse tipo de alimentação. São 6,3 milhões de euros.

Reino Unido
A população da Grã-Bretanha gasta 6,3 milhões de euros com fast food, deixando a região em 7º lugar no ranking da escola da Espanha.

México
Os tacos e guacamoles caseiros estão gradativamente perdendo espaço para o fast food. O México aparece em 6º lugar na lista, com gastos de 6,8 milhões de euros. A previsão é que o gasto salte para 7,5 milhões de euros.

Índia
Um dos berços mundiais da comida de rua pronta e rápida, a Índia aparece em quinto lugar. Os indianos gastam 12,1 milhões de euros com fast food.

Brasil
Come-se muito fast food no Brasil. O País ocupa a 4ª posição, com gastos da ordem de 12,8 milhões de euros. E tem previsão de aumento de 30,88%, chegando aos 15,9 milhões de euros em 2019.

Japão
Por incrível que pareça, o Japão aparece em terceiro lugar. A ideia de alimentação saudável do oriente, ao que tudo indica, não vale para os próprios japoneses. Eles gastam em torno de 30,1 milhões de euros com comida pronta.

China
O número de habitantes ajuda a China a estar perto de topo do ranking, afinal, são 38,4 milhões gastos com comida preparada. Em 2019, o valor deve chegar a 45,4 milhões de euros.

Estados Unidos
Como era de se esperar, o fast food é um dos símbolos dos Estados Unidos. Não à toa. Os americanos gastaram em 2015 nada menos do que 67,2 milhões de euros com esse tipo de comida. E a demanda continua crescendo. A previsão é que em 2019 o valor chegue a 74,7 milhões de euros.

Ficou com água na boca e decidiu viajar e conhecer esses e outros lugares no mundo? Então confira as melhores agências de turismo em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui. Para qualquer outra região do Brasil, clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal