Dieta com tapioca ou pão francês?

  Será que o pão francês, muitas vezes apontado como o vilão dos regimes, é mesmo o culpado pelos quilinhos a mais? E a tapioca - panqueca típica das regiões Norte e Nordeste do Brasil - é só mais um alimento que virou moda para quem busca opção menos calórica e saudável? A tapioca pode mesmo ser uma boa alternativa para os celíacos (pessoas alérgicas a glúten)?

  A nutricionista do Hospital das Clínicas de São Paulo, Lidiane Aparecida Catalani, explica que o pão francês e a tapioca são fontes de carboidratos simples e de energia. Porém, no que se refere à composição nutricional, a tapioca apresenta menores teores de gordura e sódio, enquanto o pão francês apresenta maiores teores de proteína.

    Além de ser uma opção para os celíacos, a tapioca é indicada para consumo em qualquer dieta. Como fonte de carboidratos, pode substituir pão, arroz, macarrão, batatas, farinhas, desde que sejam respeitadas as quantidades recomendadas em cada caso, reforça Lidiane.

    Na comparação calórica, a tapioca leva pequena vantagem sobre o pão francês. Um pãozinho tem, em média, 150 kcal. Já uma unidade de tapioca de mesmo peso (50 gramas) tem, em média, 125 kcal, com pequenas variações dependo da marca. “É importante ressaltar que nenhum dos dois alimentos é vilão ou mocinho. Ambos podem ser consumidos com moderação dentro de uma dieta equilibrada”, destaca.

    A nutricionista lembra que o determinante no valor calórico final é o recheio. Certamente, carne seca, coco e leite condensado podem aumentar significativamente o valor energético final. Uma alternativa é optar por recheios de baixa caloria, como queijo cottage ou branco, frutas e iogurtes desnatados.

    E quando uma alternativa é mais indicada do que a outra? Segundo ela, a tapioca é melhor opção quando preparada em casa, porque assim é possível garantir o preparo correto, a composição e as características do alimento, que é mais saboroso se consumido imediatamente. Já no caso de refeição fora de casa, o pão francês é mais indicado, pois conserva as características por mais tempo e possui menos variações entre diferentes fabricantes, conclui.