Chás para todos os paladares

A origem do chá é bastante antiga e, provavelmente nos remete à China antiga, há 5 mil anos. Posteriormente, a bebida conquistou o oriente, especialmente China, Índia e Japão. Por meio de navegadores portugueses e holandeses, o chá chegou à Europa no século 16 e, depois, desembarcou em terras americanas trazido pelos colonizadores. 

Segundo Jorge Sabongi, da casa de chá egípcia Khan el Khalili, em São Paulo, beber chá requer sensibilidade para apreciar os muitos aromas e sabores delicados da bebida. Atualmente, estima-se que existam mais de 3 mil variedades. Desde a China antiga, acredita-se que tipos diferentes de chá tenham propriedades medicinais para o tratamento de várias doenças. Diferentes do chá tradicional (preto ou verde), os chás medicinais são feitos com infusão de ervas, folhas ou raízes com propriedades analgésicas ou curativas.

A escolha das ervas deve ser feita com muito cuidado. Algumas plantas usadas como tempero (noz-moscada e orégano, por exemplo) podem causar efeitos adversos quando preparadas como chá.

Alguns tipos de chá se tornaram populares por ajudarem em programas de emagrecimento. No entanto, é importante observar que esses chás são apenas auxiliares na perda de peso e devem acompanhar uma dieta de baixa caloria, com orientação e acompanhamento de médico ou nutricionista.

Saiba os benefícios das ervas mais populares:

Alecrim: Reduz a ansiedade e combate a obesidade, melhorando o metabolismo gástrico e intestinal.


Bugre: Reduz a sensação de fome e também é usado contra tosse, febre e pressão alta.

Chá Preto: Possui propriedades diuréticas que ajudam no emagrecimento e contém cafeína, que inibe o apetite, bem como eleva o metabolismo.

Chá verde: Acelera o metabolismo e queima calorias, mesmo sem dietas específicas. Além disso, alivia inflamações e é considerado antioxidante natural, reduzindo efeitos do envelhecimento.


Hortelã: É considerada refrescante e ainda pode estimular a digestão.


Erva-doce: Usada para aliviar irritações no estômago e gases. Recomendada para reduzir o apetite e auxiliar no processo de emagrecimento.


Camomila: Considerada calmante e ainda como auxiliar na digestão e no alívio de cólicas menstruais.


Erva-cidreira: Atua como calmante, alivia problemas digestivos e também age como antioxidante, bem como ajuda a emagrecer.


Dente-de-leão: Diurético suave, usado para reduzir inchaços pré-menstruais. Flor-de-alfazema: Tem efeito calmante.


Folha de framboesa: Ajuda no alívio dos desconfortos causados pelas cólicas menstruais.


Fruto da roseira: Rico em vitamina C, pode substituir o suco de laranja.


Sabugueiro: Alivia sintomas de gripes e resfriados. Para consumo deve-se evitar as raízes, caules e folhas, ficando apenas com a flor. Este chá é considerado levemente estimulante.


Tomilho: Indicado para problemas gastrointestinais e ainda para o alivio de congestões pulmonares.

 

Urtiga: Rico em vitamina C e minerais. É indicado para os problemas de artrite e gota.

 

Além desses, ainda temos muitos outros chás consumidos por todos como chá-mate, limão, casca de cebola, alho, carqueja, boldo, capim-limão, rosa branca, entre outros. É bom lembrar que os chás são ricos em teanina e saponinas, e quando consumidos em excesso podem causar danos ao organismo.