Quer emagrecer? Não precisa 'se matar' na academia!

Muita gente acha que para perder peso, o mais importante é "se matar" de fazer exercícios, seja na academia, ou naquela corrida depois do trabalho ou até aquele futebol com os amigos. Eles realmente são importantes, mas se você pretende emagrecer, pense primeiro na sua alimentação. Em estudo do Instituto Nacional da Saúde dos Estados Unidos apontou que, ao comparar a dieta com exercícios, a alimentação saudável leva a uma perda de peso significantemente maior que os exercícios, bem como uma maior perda de massa gorda. Com isso em mente, saiba como você pode melhorar a sua alimentação.

ESCOLHER OS ALIMENTOS CORRETOS RESULTA EM MAIS ENERGIA
"Uma alimentação saudável garante mais energia para a prática de exercícios e eles, por sua vez, exigem mais nutrientes do corpo. Sendo assim, a escolha correta dos alimentos é fundamental para quem deseja se exercitar", explica a nutricionista Patricia Ruffo. 

CONTROLE O ESTRESSE COM DIETA – E CHOCOLATE
Comer por estresse pode ser bom desde que você o faça da maneira certa. Nutrientes como ômega 3, vitamina E e polifenóis, um composto encontrado em mirtilos (blueberry) e chocolate amargo podem reduzir os efeitos negativos do estresse no corpo.

OPTE POR ALIMENTOS QUE MELHOREM O FLUXO SANGUÍNEO
Nutrientes de alimentos saudáveis podem ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo, o que combate os efeitos do estresse. Uma dieta saudável tem um efeito cascata, pois na medida em que melhora o fluxo sanguíneo, ajuda a levar ingredientes essenciais ao cérebro e a construir uma base sólida para o corpo, reduzindo a oxidação e a inflamação. E isso pode ajudar a diminuir o ganho de peso associado ao estresse. 

A ÁGUA E A CIRCUNFERÊNCIA DE SUA CINTURA
Você sabia que tomar água antes de uma refeição pode ajudar a diminuir a circunferência da cintura? Um estudo publicado no periódico Obesity mostrou que pessoas que consumiram 500 ml de água 30 minutos antes das refeições tiveram uma moderada perda de peso. Além disso, a ingestão adequada de água evita a desidratação que pode resultar em fadiga e falta de concentração. Vale lembrar que a água pode ser ingerida de diversas fontes, incluindo frutas, sucos, legumes e até mesmo café. 

MUDE SEU PRATO CONFORME ENVELHECE
"É necessário ajustar nossas escolhas alimentares conforme envelhecemos. Isso significa consumir alimentos ricos em nutrientes como frutas e legumes coloridos, leite e queijo sem gordura, grãos integrais, frutos do mar, carnes magras, aves, ovos, leguminosas, castanhas e sementes. Além disso, uma dieta saudável evita a desnutrição e possíveis doenças”, explica a nutricionista. 

MANTENHA UM CORPO SAUDÁVEL PARA A MATERNIDADE
A alimentação adequada afeta a saúde reprodutiva de uma mulher já na puberdade (período de transição entre a infância e a adolescência). Uma dieta equilibrada pode interferir na qualidade dos óvulos a qualquer momento, desde a concepção e nascimento da própria mulher até o momento em que ela gera um filho. "Como é comum mulheres jovens terem deficiência de ferro, iodo, ácido fólico, vitamina B12, cálcio e vitamina D, elas devem incluir em suas dietas alimentos ricos nesses nutrientes, como verduras verde-escuras, laticínios, cereais fortificados, peixes e tofu”, explica a especialista.

Gostou das dicas, mas acredita que necessita de uma recomendação profissional antes de iniciar sua dieta? Encontre os melhores nutricionistas em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui! Em outra região, clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal