Lazer e cultura acessível aos deficentes

Selecionamos alguns lugares públicos de São Paulo equipados para atender pessoas com deficiência
Cerca de 45 milhões de pessoas em todo o Brasil - quase 24% da população - sofrem de algum tipo de deficiência, de acordo com o Instituto brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Muitos teatros, museus e parques públicos estão equipados para atender bem a esse público, como os seguintes locais de São Paulo: 

  • Parque do Ibirapuera - um dos mais importantes da capital, tem área plana, não há calçadas e há banheiros adaptados, assim como o auditório, que tem espaço planejado para cadeirantes com elevadores, rampas, plataformas, sinalização e lugares demarcados. Existem também camarins com banheiros adaptados.
  • Villa Lobos - possui ampla acessibilidade para pessoas com deficiência. Foram criadas rampas abertas, trilhas táteis, telefones para surdos, brinquedos adaptados para crianças e contempla acessibilidade em todos os eventos abertos que o parque promove.
  •  Museu da Língua Portuguesa - conta com intérprete de libras, tem entrada acessível, cinco banheiros adaptados, rotas de acesso às salas e banheiros, elevador com botoeiras internas e externas e reserva 20 lugares para cadeirantes com acompanhante ao lado. As obras estão dispostas em altura acessível. Para os deficientes visuais, há sinalização para deslocamento aos banheiros e salas. Possui elevador com aviso sonoro para indicação dos andares e sinalização braile, além de oferecer áudio-descrição, mediação para visitantes cegos, percurso tátil, áudio-guias e guias-videntes.
  • Museu do Futebol - a bilheteria tem piso podotátil; instrutores habilitados em libras, elevadores em todos os andares, a altura das atrações interativas está acessível a cadeirantes. Também há sinalizações em braile, áudio-guias e jogos táteis.
  • Teatro Municipal - oferece entrada acessível diferente da entrada principal, com acesso aos pavimentos feito por elevador. Há autonomia de circulação para o cadeirante e as obras estão em altura adequada. Além disso, possui recurso de materiais táteis e olfativos sobre a história do teatro para os deficientes visuais.
  • Fundação Memorial da América Latina -  conta com balcão de atendimento em altura ideal para cadeirante e entrada acessível. O local oferece sete banheiros adaptados e rotas de acesso às salas e disponibiliza acervo em braile e áudio, mediação para visitantes cegos, percurso e mapa táteis, além de áudio-descrição.
  • Pinacoteca de São Paulo - oferece material informativo, intérprete de libras em espetáculos, além de legenda closed caption, banheiros adaptados e proporciona acervo em braile e áudio, mediação para cegos, além de material informativo e publicações nos formatos braile, áudio e ampliado. Possui maquete, imagens táteis, áudio-descrição e profissionais guias-videntes.

A cidade ainda possui vários outros locais de lazer que oferecem infraestrutura aos portadores de deficiência. No site acessibilidadecultural.com.br há lista com endereços de outros pontos culturais de São Paulo que estão aptos a receber esse público.