Gosta de folia? Saiba onde curtir o carnaval

O Brasil é o país do carnaval e opções para cair na folia não faltam. Os famosos e tradicionais blocos de rua tomam conta de grandes metrópoles e também de pequenas cidades, garantindo diversão a milhões de pessoas. Se ainda não sabe onde vai passar a época mais alegre do ano, aí vão algumas dicas de uma viagem inesquecível:

• Rio de Janeiro (RJ): Quem pensa que o carnaval carioca se resume apenas às escolas de samba na Sapucaí está enganado. As ruas do centro são tomadas por milhões de foliões que não se cansam de pular e correr atrás dos mais de 400 blocos e bandas espalhados pela cidade.

• Salvador (BA): Considerada a principal referência brasileira do carnaval de rua, a capital baiana é invadida por pessoas de todo o mundo. Os famosos trios elétricos, com grandes estrelas da música baiana, vão e vêm pelos três principais circuitos da cidade. Nos camarotes, pulando com os abadás ou na famosa “pipoca”, a folia da multidão não tem hora para acabar.

• Olinda (PE): A sombrinha colorida nas mãos e os embalos do frevo e maracatu são as marcas registradas do carnaval local, famoso em todo o Brasil. Os cinco dias de festa, que começam com o típico desfile de bonecos gigantes (mamulengos), oferecem diversos blocos de rua para públicos de todas as idades.

• Recife (PE): A cidade é o lar do maior bloco de carnaval do mundo, devidamente registrado no Guinness Book. O Galo da Madrugada, que sai sempre no sábado, arrasta todos os anos mais de 2,5 milhões de foliões pulando ao som de muito frevo.

• Ouro Preto (MG): a cidade histórica é o ponto de encontro do público universitário. Durante o carnaval, as ruas de Ouro Preto são dominadas por pessoas cheias de energia. Blocos de repúblicas dançam pela cidade histórica no embalo do axé. Além do ritmo musical, os mineiros também herdaram do carnaval baiano o uso de abadás para a festa.

• São Luis do Paraitinga (SP): os fãs das tradicionais marchinhas encontram a melhor opção na festa da pequena cidade do interior paulista. Lá é proibido tocar axé, funk ou pagode. Depois de ver o centro histórico destruído por uma enchente em 2010, o município, com apenas 10 mil habitantes, se reconstruiu e atrai mais de 150 mil visitantes durante o reinado de Momo. Em 2017, o carnaval deve ser mais humilde, por causa da crise financeira que se encontra o município, mas mesmo assim deve ser de festa.

• São Paulo (SP): Dos últimos anos para cá, muita gente deixa de viajar para curtir a festa na capital paulista. Atualmente, já são mais de 300 blocos cadastrados e mais de 2 milhões de foliões, entre moradores e turistas, que vibram por bairros como Pinheiros, Vila Madalena e Centro, entre outros.

Ficou empolgado com o carnaval, mas ainda não escolheu sua fantasia e outros utensílios para a folia? Encontre as melhores lojas especializadas em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui. Está em outra região do Brasil? Clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal