Proteja a pele do bebê nos dias frios

  Os dias frios e úmidos demandam mais cuidados e preocupações para proteger a pele dos bebês. A temperatura vai caindo e vestir, dar banho e sair com os pequenos passam de atividades rotineiras a tarefas mais complicadas. O corpo das crianças é mais sensível e as defesas ainda não estão bem fortalecidas, por isso o cuidado dos pais é fundamental para a saúde das crianças no inverno.  

  Gripes, resfriados e pele ressecada são os principais danos à saúde das crianças nesta época do ano. Os recém-nascidos correm grande risco de ter hipotermia, por isso é muito importante ficar alerta para a temperatura do corpo, mantendo-os bem agasalhados.

  O pediatra Cid Pinheiro, do Hospital São Luiz Morumbi, de São Paulo, destaca alguns cuidados que devem ser levados em conta para a proteção da pele dos bebês durante o primeiro ano de vida. “Uma das funções que a pele exerce é a proteção térmica e temos várias maneiras de protegê-la. Quando esfria ou esquenta rapidamente, a criança tende a ter perdas de calor muito mais rápidas do que um adulto”, alerta.

  Além dos cuidados com a temperatura, é normal que surjam dezenas de dúvidas com relação à escolha dos produtos para higienizar e hidratar a pele dos bebês. Por isso, separamos algumas dicas do pediatra para servir de orientação e lhe ajudar a ter mais tranquilidade na hora de cuidar dos pequenos.  

 

1. Produtos para limpeza da pele

- Utilizar sempre os produtos indicados ao público infantil. Os pediatras orientam para não usar produtos que não sejam para essa faixa etária porque podem ocasionar alergias.

2. Higienização da pele

- O ideal é dar um banho ao dia, em temperatura adequada, com a água morna.  Mais que um banho por dia significa que você está desgastando as camadas de proteção da pele. O médico alerta: tem que ser um banho carinhoso, não no sentido de fricção, que pode tirar as barreiras de proteção natural da pele.

3. Produtos com perfumes

- Podem ser usados, mas sempre lembrando que nas famílias em que há quadros alérgicos como rinites, bronquites ou alergias da própria pele - as dermatites - é mais prudente evitar o uso de produtos perfumados.  

4. Protetor solar

- O especialista afirma que protetor solar não é recomendado para bebês. O ideal é usar roupas que protejam a criança e não expor o bebê ao sol durante muito tempo. O sol das 8 da manhã é indicado e benéfico porque é fonte de vitamina D.


  Procure seu médico sempre que surgirem dúvidas. Ele é a pessoa mais indicada para lhe ajudar a cuidar do bebê.