Como escolher um pedreiro para sua reforma

Escolher um bom pedreiro para sua reforma residencial ou comercial realmente não é uma tarefa fácil. Quando falamos com vizinhos, colegas de trabalho e outras pessoas que fizeram a contratação, na maioria dos casos ouvimos reclamações e relatos de experiências ruins, com obras que atrasaram por falta de compromisso do pedreiro, profissionais que mais faltavam do que iam ao trabalho, entre outros problemas.

A primeira dica de como escolher um pedreiro para sua reforma é fazer uma boa pesquisa. Como em todas as áreas, existem profissionais bons e ruins. Para transformar o seu sonho de reforma em realidade e não transformar um grande projeto em uma tremenda dor de cabeça, você vai precisar encontrar um pedreiro de confiança, que saiba trabalhar, que leve o seu projeto a sério, que seja dedicado, entre outras qualidades. De nada adianta ter ótimas ideias para a reforma se não contar com um pedreiro bom para desempenhá-las.

E o primeiro passo da pesquisa para encontrar um bom pedreiro é buscar por referências e algumas indicações.

Procure por referências e indicações para contratar um bom pedreiro

Para receber boas indicações, você precisa entrar em contato com pessoas de confiança. Por isso, conte com amigos, familiares, colegas de trabalho e outras pessoas que obtiveram bons resultados com alguns pedreiros. Consultar engenheiros civis também é uma boa opção.

Em contato com essas pessoas, aproveite para tirar algumas dúvidas, sobre o comportamento do pedreiro durante o trabalho, índice de faltas, desempenho na execução da obra, se ele apresenta facilidade para relacionamento, se é de confiança, entre outras informações úteis. Procure conhecer as qualidades e os defeitos do profissional. Caso você faça a contratação, evitará qualquer tipo de surpresa.

Ainda no sentido de encontrar referências, é conveniente conhecer o currículo do profissional e, se possível, a carteira de trabalho. Contar com pedreiros que já tiveram carteira assinada ou trabalharam em obras de grande porte é uma boa alternativa. Além de contratar um profissional com experiência comprovada, é possível verificar pela carteira de trabalho quanto tempo ele ficou contratado em uma empresa. Se apenas “passou” pelo serviço, pode ser um mau sinal.

Para ter certeza sobre as referências quando se trata de um pedreiro que já trabalhou para alguma empresa de construção civil, por exemplo, vale a pena ligar para o setor de Recursos Humanos para obter mais informações. Os empregadores são ótimas fontes de informação e costumam revelar defeitos e qualidades a respeito dos profissionais.

Se for possível, conte sempre com especialistas

Você sabia que os pedreiros também são especialistas? Para a sua reforma, você pode contar com pedreiros de diferentes especialidades. Existem pedreiros especializados em lajes, outros que trabalham melhor para fazer os acabamentos com cerâmica e porcelanato, entre outras opções.

Dependendo do seu projeto, é importante contar com um pedreiro especialista em alguma área. Quando o profissional contratado é um especialista, ele pode deixar de ser um simples executor ou um profissional operacional e dar sugestões importantes, práticas, justamente por causa da experiência que ele adquiriu ao longo dos anos de trabalho. Em geral, os pedreiros especialistas também apresentam um serviço com qualidade melhor.

Como fazer o pagamento do pedreiro

Em muitos casos, a forma de pagamento não é uma opção do contratante, já que os próprios pedreiros definem a forma como querem receber. Afinal de contas, eles estão prestando o serviço e podem negociar da melhor maneira para eles.

Mas, a orientação para quem está contratando, é de evitar fazer o pagamento por diárias. Mesmo que seja uma prática comum, inclusive para o ajudante de pedreiro, o custo do retrabalho, atraso e de outros imprevistos acaba ficando para você.

Logo, o ideal é fazer o pagamento pelo serviço completo, com preço fechado por empreitada. Uma ótima maneira de fazer o pagamento é com a definição de metas. Um exemplo: após a finalização da laje ou do acabamento do banheiro, será feito o pagamento de 20% do valor combinado, e assim por diante. Assim, o profissional fica estimulado para trabalhar mais e receber o restante, até completar o valor combinado, sem gerar aumento de custo inesperado para você. O resultado costuma ser muito produtivo e eficiente para a obra.

Para calcular o valor do pagamento do pedreiro ou até mesmo saber se ele está cobrando muito caro, você pode consultar a tabela sugerida pelo Sindicato da Construção Civil.

Deixe todo o serviço registrado em contrato

Para ter mais segurança na contratação do pedreiro para a sua reforma, é muito importante deixar todos os itens que foram acordados registrados em um contrato de prestação de serviço. Existem vários modelos disponíveis na internet.

Mesmo que o contrato seja simples, depois que ele é assinado pelos envolvidos na negociação, o serviço ganha outro status profissional. Em geral, o pedreiro fica mais comprometido com a obra e o contratante com o pagamento, pois existe uma responsabilidade muito maior pelo serviço em questão, com todos os detalhes expostos em um papel, sem possibilidade de confusão ou dissimulação.

Para elaboração do contrato, é muito importante fazer a descrição dos serviços que o pedreiro deve realizar, os prazos que devem ser atendidos, as datas determinadas para pagamento, entre outras situações. É fundamental deixar a prestação de serviços realmente documentada.

Esteja sempre por perto

Para a obra funcionar corretamente, é muito importante o dono do local estar por perto, se fazer presente, realizar algumas visitas de surpresa e fiscalizar o desempenho do pedreiro.

Você não precisa ser um especialista em obra ou construção civil, apenas mostre que você está por perto para verificar qual é o resultado. Procure perguntar bastante, tirar dúvidas sobre o prazo, perguntar o que o pedreiro está fazendo, mostrando-se sempre interessado.

Outras dicas importantes para encontrar um pedreiro de confiança

Qual tal visitar uma obra recente feita pelo pedreiro que você está pensando em contratar? Peça para o pedreiro lhe mostrar uma ou duas reformas que foram feitas por ele. Se você se sentir à vontade, peça para conversar com os donos da propriedade na presença do pedreiro. Você mesmo pode conferir a qualidade do serviço do pedreiro com seus próprios olhos.

Para a reforma ser eficiente, deixe claro para o pedreiro quem é o chefe e quais as orientações que ele deve seguir. Principalmente em casos de reforma, o marido costuma passar uma diretriz de acabamento enquanto a esposa passa outras orientações. Dessa maneira, o pedreiro fica confuso, atrasa o trabalho e coloca a culpa nos contratantes.

Preste muita atenção se o pedreiro contratado está desperdiçando material. A melhor maneira de controlar o gasto em uma reforma é através de uma lista completa de materiais, incluindo o tempo previsto de duração dos mesmos. Se os produtos acabarem antes da hora, você deve questionar o fato e o pedreiro precisa apresentar uma justificativa para isso. Trata-se de uma forma de controle normal em prestações de serviço na área da construção civil, necessária para evitar gastos excessivos.