Cuidado para não gastar mais na revisão do seu carro

Se você acaba de comprar um carro zero, saiba que seguir todas as revisões indicadas pela montadora é importante para ampliar a garantia do automóvel, além de prolongar a vida útil do carro.

É indiscutível a importância dessas visitas aos mecânicos, mas quem nunca se deparou com uma situação em que a oficina recomendou um serviço ou troca de uma peça que não estava prevista?

Nessas situações, fica aquela dúvida se esta troca é realmente necessária ou se é uma forma da oficina obter mais lucro. Por isso, vale a pena saber de alguns mitos na hora da revisão para evitar ser pego de surpresa em situações como esta. Confira as dicas!

 

Busque uma rede autorizada

Nas revisões indicadas no manual, frequentar uma rede autorizada é o primeiro requisito para manter a garantia. Então, não vale arriscar, mesmo que haja um outro mecânico ou oficina de grande confiança. 

Outra vantagem de frequentar oficinas autorizadas é a certeza de que elas estão aptas a atender a marca e modelo do seu veículo.

 

Cada modelo, um caso

Os serviços e trocas necessárias em cada revisão mudam de acordo com o modelo e marca do veículo. No manual é possível verificar a recomendação da montadora para tempo e peças.

A bateria, por exemplo, é selada e não requer manutenção. Ela dura em média dois anos. Já o alternador e a bomba d’agua devem ser checados em revisões periódicas. O câmbio automático ou manual deve ser verificado a cada 15 mil quilômetros e a embreagem tem a vida média de cerca de 40 mil km. Esses são apenas alguns dos itens que, quando não verificados, podem causar problemas que prejudicam outras partes do carro.

 

Cuidados do dia a dia

A melhor forma de não gastar muito em cada revisão é manter em ordem todos os serviços do automóvel, como troca de óleo e calibragem do pneu, por exemplo. Essas atitudes simples do dia a dia ajudam a ampliar a vida útil das peças. Com isso, é provável que você não tenha surpresas na hora da revisão.