Fuja das ciladas na hora de comprar o seu vinho!

Quem resiste a um desconto na prateleira do mercado? E se for de vinho ainda por cima, difícil não cair na tentação... Mas, para o barato não sair caro, é preciso tomar alguns cuidados na hora de escolher a garrafa. Afinal, quem quer ter uma surpresa desagradável ao chegar em casa? Para evitar qualquer problema, confira sete dicas para você aproveitar as promoções, mas sem cair em ciladas:

1 - FUJA DE VINHOS MUITO ANTIGOS
Por dois motivos: conservação da garrafa e duração da bebida. Nem sempre os vinhos são mantidos em boas condições de armazenagem, sendo expostos à luz intensa e ao calor excessivo. Isso causa oxidação do vinho, que vai ficando com aquele gosto de vinagre. E muitos dos vinhos que geralmente aparecem com os descontos mais altos são aqueles que têm tempo de vida curto, de até dois anos.

2 - CONFIRA SE HÁ MANCHAS NOS RÓTULOS
Além de verificar o rótulo, você deve procurar qualquer outro sinal de vazamento na garrafa. Se o líquido consegue sair, o oxigênio consegue entrar na garrafa e o vinho sofre oxidação - e temos aquele desagradável gosto de vinagre.

3 - VERIFIQUE SE A ROLHA ESTÁ ESTUFADA
A rolha merece sua atenção. Se ela estiver estufada, significa que a garrafa esteve sujeita a calor anormal e a bebida passou por alguma fermentação espontânea, empurrando levemente a rolha. Já se sua ponta inferior estiver úmida, significa que o vinho estava bem armazenado. Uma rolha ressecada encolhe e pode não vedar bem o gargalo, deixando entrar oxigênio.

4 - CONFIRA SE A CÁPSULA ESTÁ INTACTA
Aquela cápsula metálica que recobre a rolha não tem função decorativa: protege a rolha contra fungos e ajuda a evitar seu ressecamento. A falta de cápsula deve ser um sinal de alerta. Uma garrafa sem ela tem mais risco de estar perdida.

5 - ARRISQUE NOVOS RÓTULOS
Aproveite os bons preços e compre garrafas de origens e uvas diferentes. É um bom momento para experimentar. Se for o caso, divida os riscos com amigos. Além de amortizar o custo, são mais paladares que poderão encontrar um novo caminho.

6 - PREFIRA LOJAS FÍSICAS
A maioria dessas dicas não pode ser verificada com uma foto na internet. Numa loja, você pode verificar o estado da garrafa, com os vestígios de vazamento entre a cápsula e o rótulo e a rolha estufada. 

7 - SAIBA QUAL FOI A SAFRA
A safra nada mais é do que o ano em que a uva foi colhida. A utilidade de verificar a informação é ver a idade dos vinhos vendidos. Como já falamos, vinhos brancos leves, sem madeira e despretensiosos, são para serem bebidos logo, como os rosés simples e os tintos ligeiros, no estilo dos Beaujolais novos. Nesses casos, se passou de um ano, no máximo (já arriscando bastante) dois, não é mais para comprar.

Todo esse assunto te deixou com água na boca para beber um bom vinho? Encontre as melhores lojas especializadas em São Paulo clicando aqui e no Rio de Janeiro aqui. Para qualquer outra região do Brasil, clique aqui!

#PasseAntesNoiLocal